Humanidade

Como ser um milionário: 15 coisas para começar a fazer agora

“A maior recompensa em se tornar um milionário não é a quantidade de dinheiro que você ganha. É o tipo de pessoa que você tem que se tornar para ser um milionário.” — Jim Rohn

A maioria das pessoas deseja que suas condições mudem magicamente.

Elas não têm o desejo de melhorar a si mesmos para melhorar proativamente suas próprias condições.

Ao contrário da maioria das pessoas, que simplesmente esperam e desejam a sorte, você pode tentar se tornar o tipo de pessoa equipada com habilidades e proficiência para fazer coisas brilhantes.

Você pode se tornar o tipo de pessoa que faz um trabalho altamente influente.

Seu trabalho pode resolver problemas importantes, melhorar a vida das pessoas e ser notado por pessoas importantes que compartilham seu trabalho não por sua causa, mas pelo bem delas.

Compartilhar seu trabalho faz com que elas pareçam boas porque o seu trabalho é ótimo.

A qualidade de quem você é como pessoa, e o trabalho que você faz, está completamente sob seu controle.

Mas você não pode apenas desejar que isso aconteça.

Você deve se tornar o tipo de pessoa que naturalmente atrai o sucesso que você procura.

Veja como:

1. Invista pelo menos 10% da sua renda em si mesmo.

como ser milionário

Todo mundo quer ser um milionário. O problema? Dá trabalho. Crédito: mentatdgt | Pexels.

Se você não paga por algo, raramente presta atenção.

A maioria das pessoas quer coisas que são gratuitas.

Mas se você conseguir algo de graça, você raramente valoriza essa coisa.

Você raramente leva a sério.

Quanto você investe em si mesmo?

Quão comprometido você está com você mesmo?

Se você não está investindo em si mesmo, então você não tem nada em jogo pela sua própria vida.

Se você não está investindo em seus negócios, provavelmente não fará um trabalho de alta qualidade.

Se você não está investindo em seus relacionamentos, provavelmente está mais focado no que pode obter do que no que pode dar.

Quando se trata de autoaperfeiçoamento, investir 10% do seu salário em si mesmo renderá um retorno de 100 vezes ou mais sobre esse investimento.

Para cada R$ 1 gasto em sua educação, habilidades e relacionamentos, você receberá pelo menos R$ 100 em devolução.

Se você quer fazer algo extremamente bom, precisa se cercar dos mentores certos.

Qualquer coisa que você faça bem será o resultado de uma orientação de alta qualidade.

Se você sugar alguma coisa, é porque você não recebeu orientação de qualidade nessa coisa.

As melhores mentorias são aquelas em que você paga ao seu mentor.

Muitas vezes, quanto mais você paga, melhor, porque você levará o relacionamento muito mais a sério.

Você não estará apenas absorvendo esse relacionamento. Você não será puramente consumidor.

Em vez disso, você estará envolvido e, como tal, ouvirá com mais atenção.

Você vai se importar mais.

Você será mais atencioso e envolvido.

Haverá maiores conseqüências para não ter sucesso.

Eu investi R$ 9.000 para obter ajuda de um escritor de grande sucesso para escrever minha primeira proposta de livro.

Esses R$ 9.000 me deram talvez 4 ou 5 horas de seu tempo.

Mas nessas 4 ou 5 horas, ele me ensinou o que eu precisava saber para criar uma proposta de livro incrível.

Ele me forneceu recursos que melhoraram e aceleraram meu processo.

Com sua ajuda, pude conseguir um agente literário e um contrato de seis livros.

Se eu tivesse ficado excessivamente preocupado com os R$ 9.000, acredito que até hoje ainda não teria escrito uma proposta de livro. No máximo, eu teria escrito um terrível.

Eu não teria sido tão motivado ou engajado, e teria, muito provavelmente, procrastinado no que era necessário fazer.

Se você não tem muito dinheiro, certamente você pode comprar um livro.

Quanto dinheiro e tempo você gasta em entretenimento, roupas ou comida? É uma questão de prioridade.

É somente quando você investe em algo que você tem motivação para fazer isso acontecer.

Além das mentorias, você deve investir em programas de educação, como cursos online e livros; e qualidade de vida, como alimentação e sono.

Seu nível de sucesso geralmente pode ser medido diretamente pelo seu nível de investimento.

Se você não está obtendo os resultados desejados, é porque você não investiu o suficiente para obter esses resultados.

Seu investimento número 1 deve ser você mesmo.

Quem você é determina:

  • A qualidade do casamento que você terá;
  • A qualidade do pai que você se torna;
  • A qualidade do trabalho que você produz;
  • O nível de felicidade que você tem.

Aqui o que você irá descobri quando investir financeiramente em algo:

Você se torna muito comprometido com essa coisa.

Os economistas chamam isso de viés de custo afundado (quando colocamos dinheiro, tempo ou qualquer outro tipo de investimento em algo, e descobrimos que não conseguiremos atingir nossos objetivos).

Mas você pode aproveitar isso para seu benefício.

Se você quiser escalar seu compromisso pessoal com algo, invista muito nessa coisa.

Eventualmente, isso se tornará um ponto sem retorno.

Você se tornará tão ferozmente comprometido que a retirada parecerá ridícula.

Portanto, você precisa realmente saber o que você quer e porquê (veja o item 14 abaixo).

Se você não conhece o seu o que e o seu porquê, o excesso de comprometimento pode ser um problema enorme e irracional.

No entanto, se você tem certeza sobre quem você é ou quer ser, o que você quer, e porquê, então você precisa investir em você.

2. Invista pelo menos 80% do seu tempo de folga em aprendizagem.

A maioria das pessoas são consumidores e não criadores.

Eles estão no trabalho para obter seu salário, não para fazer a diferença.

Quando deixados à própria sorte, a maioria das pessoas também consome seu tempo.

É somente investindo seu tempo que você obtém um retorno sobre ele.

Quase todo segundo gasto em mídia social é consumido.

Você não pode ter esse tempo de volta.

Em vez de tornar o seu futuro melhor, isso, na verdade, piorou o seu futuro.

Assim como comer comida ruim, cada momento consumido deixa você pior.

Cada momento investido deixa você melhor.

Está tudo bem em se entreter. Mas somente quando esse entretenimento é um investimento em seus relacionamentos ou em você mesmo.

Você saberá se foi um investimento se esse entretenimento continuar gerando retornos repetidamente em seu futuro.

Isso pode incluir memórias positivas, aprendizado transformacional ou relacionamentos aprofundados.

Mesmo assim, a vida não é puramente sobre entretenimento.

A educação e a aprendizagem também são fundamentais.

E embora ambos sejam essenciais, a educação proporcionará retornos muito maiores em seu futuro.

As pessoas mais bem sucedidas do mundo são estudantes intensas.

Eles são leitores assíduos.

Eles sabem que o que sabem determina quão bem eles veem o mundo.

Eles sabem que o que sabem determina a qualidade dos relacionamentos que podem ter e a qualidade do trabalho que podem fazer.

Se você está consumindo constantemente lixo eletrônico, como você pode esperar criar um trabalho de alto valor?

Sua entrada traduz diretamente para sua saída. Entra lixo, sai lixo.

3. Não trabalhe por dinheiro, trabalhe para aprender.

“Quando você é jovem, trabalhe para aprender, não para ganhar.” — Robert Kiyosaki

Assim como a grande maioria de seu tempo ocioso deve ser gasto com aprendizagem, também deve haver aprendizado no seu tempo de “trabalho”.

Pessoas ricas e felizes trabalham para aprender.

Pessoas mal-sucedidas e infelizes trabalham principalmente por dinheiro.

Apenas 20% da sua energia deve ser gasta fazendo o seu trabalho real.

O resto deve ser gasto aprendendo, melhorando a si mesmo e descansando.

É “afiando seu machado” que você continuará a se tornar uma pessoa melhor e mais capaz.

Assim, à medida que você dedica grandes porções de tempo, tornando-se um melhor pensador, comunicador e melhor em seu ofício, a qualidade de seu trabalho continuará a aumentar.

Eventualmente, você poderá cobrar taxas muito, muito altas por seu trabalho, porque ninguém mais pode fazer isso como você.

Quando você prioriza o aprendizado e a recuperação, durante as horas em que realmente está trabalhando, você estará em um estado de fluxo profundo.

Você não se distrairá como a maioria das pessoas quando elas trabalham.

Você está 100% ligado ou 100% desconectado.

Enquanto trabalha, você pode fazer mais em poucas horas do que a maioria das pessoas faz em alguns dias.

Seu tempo é gasto bem porque suas prioridades são claras, você está bem descansado e sua mente é estimulada.

4. Não aprenda por entretenimento, aprenda para criar mais valor.

“O principal segredo para o sucesso não é o conhecimento excessivo, mas a capacidade de usá-lo. O conhecimento é inútil, a menos que seja aplicado.” –  Max Lukominskyi

Na era da informação, há um milhão de coisas que você poderia aprender.

Mas se você não colocar esse aprendizado em prática imediata, isso se tornará informação superficial.

Informação e conhecimento são duas coisas muito diferentes.

Conhecimento e sabedoria também são duas coisas muito diferentes.

É preciso sabedoria para determinar o que você deve aprender, por que você deve aprender e quando você deve aprender.

A menos que você esteja envolvido, você provavelmente não aprenderá com a intensidade necessária para maximizar esse conhecimento.

A menos que você entenda o valor do seu tempo, você provavelmente não terá o discernimento para ignorar quase tudo enquanto aprende aquilo que trará o maior retorno.

Quando você aprende algo, você deve obter um retorno sobre esse aprendizado.

Muitas pessoas leem livros agora apenas para dizer que leram muitos livros.

Se você não está aplicando o que está aprendendo, está consumindo e perdendo seu tempo.

5. Invista pelo menos 10% de sua renda em meios que gerarão mais dinheiro.

Poucas pessoas criam verdadeira riqueza.

Mesmo aqueles que têm altos rendimentos não são verdadeiramente ricos.

O estilo de vida da maioria das pessoas corresponde aos seus rendimentos.

Quando eles ganham mais, consomem mais.

Na verdade, a maioria das pessoas ganha dinheiro apenas para consumir.

Poucas pessoas ganham dinheiro para investir esse dinheiro.

É melhor pensar no seu negócio como apenas metade da sua equação de renda.

Você tem o seu negócio que te traz renda, e você tem seu investimento para transformar sua renda em ainda mais dinheiro.

Como qualquer coisa, o quão bem você gerencia seu dinheiro é determinado pelo quão bem você é mentorado.

Se você quer se tornar brilhante com dinheiro, invista em educação e orientação.

A melhor época para plantar uma árvore foi há 20 anos.

A melhor época para começar a investir também foi no passado.

Se você ainda não começou, não se afunde em arrependimento.

Amanhã não existe para pessoas que não fazem algo hoje.

Comece hoje.

Mantenha-se instruído sobre o assunto.

Crie um investimento, ou vários investimentos, onde você coloca pelo menos 10% de sua renda.

Eventualmente, o seu meio de investimento pode até começar a produzir mais lucros para você do que o seu negócio real.

O juro composto é uma coisa real.

Se você colocar 10% de sua renda em seus investimentos por um período de tempo suficiente, você estará pronto.

Ao contrário da maioria dos trabalhadores de alta renda, você poderá parar de trabalhar quando quiser, porque seu dinheiro está gerando mais do que dinheiro suficiente para você viver confortavelmente.

6. Mude sua motivação de receber para doar.

“O mundo dá aos doadores e leva dos tomadores.” — Joe Polish

A maioria das pessoas se concentra apenas no que elas podem tirar da vida.

Eu, eu, eu.

Mas, uma vez que você se torna conscientemente desperto para o mundo, seu desejo passará de apenas receber para dar.

Você vai perceber que, na verdade, é muito mais gratificante dar do que receber.

Além disso, você será motivado por uma causa em que acredita plenamente.

Existem dois tipos de relacionamentos, ou você está em relacionamentos como transações ou transformações.

E a verdade é que você só tem, realmente, uma opção, dessas duas, para te guiar em relação às pessoas e à vida.

A maioria das pessoas tem relacionamentos transacionais.

Elas estão focadas apenas no que recebem do relacionamento.

É tudo sobre promover sua própria agenda. Está enraizado na escassez. É egoísta.

Não é assim que você chega longe nos relacionamentos e na vida, além disso, isso só te mantem preso em sua própria mentalidade mesquinha.

Relacionamentos transformacionais, por outro lado, são completamente focados em dar e receber gratidão — as marcas da abundância.

Nessas relações, o todo se torna mais do que a soma das partes.

Ambas as partes, em vulnerabilidade e confiança, transcendem a mentalidade pequena e se tornam algo mais.

No fundo, isso requer ser um doador, não um tomador.

Como Adam Grant explicou em seu livro “Dar e Receber”, quando dois doadores se juntam, os resultados são astronômicos.

Aqui está uma dica: não se envolva com tomadores.

Quando sua motivação é dar, muitas vezes você terá insights sobre como melhorar seus relacionamentos.

Pensamentos aleatórios irão aparecer na sua cabeça para enviar mensagens de “obrigado” para várias pessoas.

Você terá mais ideias sobre como melhorar a vida e os negócios de outras pessoas.

Você começará a contribuir mais, o que levará a muito mais oportunidades e relacionamentos mais profundos.

As pessoas vão amar e confiar em você.

Seu trabalho será motivado por uma causa maior e, portanto, será muito mais inspirado e impactante.

7. Reconheça abertamente como você é dependente de outras pessoas.

Não é porque sua principal motivação é dar, que você também não precise procurar ajuda.

Na verdade, você está constantemente buscando e recebendo ajuda.

A verdade é que todos são altamente dependentes de outras pessoas para fazer o que fazem.

Mas é preciso sabedoria e humildade para reconhecer abertamente essa dependência.

Em vez de ver isso como uma fraqueza, perceba que é uma força.

Além de reconhecer sua dependência, expresse constantemente seu apreço às pessoas em sua vida.

Relacionamentos são ativos que podem e devem crescer e melhorar ao longo do tempo.

Como o empresário brilhante Michael Fishman disse:

“Fazer por si só é uma ilusão. Há muitas pessoas que desempenharam papéis divinos para você ter a vida que você tem hoje. Certifique-se de deixá-los saber o quanto você é grato.”

Se você não aprecia e não agradece seus relacionamentos, seus relacionamentos sofrerão.

Todos os relacionamentos são como contas bancárias, e se uma pessoa está constantemente depositando e a outra pessoa está constantemente retirando, eventualmente todos os recursos se esgotam.

Nesses relacionamentos, 1 + 1 < 2. Por outro lado, em relacionamentos sinérgicos e saudáveis, 1 + 1 >> 2.

Quando duas pessoas estão continuamente dando e recebendo, a conta bancária relacional continua a crescer e se expandir, fornecendo vários benefícios pretendidos e não intencionais.

Por exemplo, eu estive recentemente na academia com meu irmão.

No início do treino, ele estava lutando mentalmente.

Ele não estava aumentando minha energia e ajudando meu treino a ficar melhor do que se eu estivesse sozinho, ao invés disso, ele estava sugando minha energia e exigindo que eu exercesse mais energia e esforço do que se estivesse sozinho.

Eu o conscientizei do que estava acontecendo e ele imediatamente mudou sua postura emocional.

Ele percebeu o quanto seu humor estava me impactando.

Sua motivação mudou de enfraquecer uma experiência para criar algo grandioso.

Nosso estado mental compartilhado aumentou, e então começamos a fluir juntos.

Nosso treino se tornou muito superior a qualquer coisa que eu pudesse criar sozinho.

Não só isso, mas começamos a nos envolver em conversas inspiradas.

Isso levou a insights e conexões brilhantes que eram relevantes para o livro que estou escrevendo.

O treino incrível foi o resultado pretendido de nossa sinergia.

Os insights do meu livro eram benefícios não intencionais.

Isso só pode acontecer quando ambas as partes estão ativamente dando e recebendo no relacionamento.

Onde ambos estão se concentrando em criar ao invés de consumir.

Onde ambos têm a motivação primária de ajudar a outra pessoa a ter sucesso.

8. Criar parcerias estratégicas vantajosas para alcançar metas 10 ou 100 vezes maiores.

“Todas as empresas que falharam fizeram o mesmo: elas não conseguiram escapar da concorrência.” – Peter Thiel

A maioria das pessoas está em um estado de competição e não de colaboração.

A colaboração é um nível muito mais alto que a concorrência.

A competição está focada no eu, e é também um pensamento de baixo nível, porque o que você pode fazer sozinho é muito limitado.

Leia:  Conheça 12 cientistas do nosso tempo que arrasam no que fazem! (E tem duas brasileiras!)

As pessoas que estão competindo estão se esforçando.

Eles estão mais focados em ganhar do que criar soluções reais.

No entanto, quando o seu pensamento se expande, você percebe que poderia fazer muito mais com outras pessoas.

A colaboração cria conexões únicas que você nunca poderia conseguir sozinho.

Você tem habilidades e conhecimentos que são impressionantes na sua área de atuação.

Existem outras pessoas em diferentes áreas que possuem habilidades e conhecimentos completamente fora de sua consciência atual. Essas pessoas têm ativos que você não tem.

Se você deseja ter 10X ou 100X os resultados de outras pessoas da sua área, você precisa desenvolver parcerias estratégicas baseadas no “ganha-ganha”.

Isso geralmente acontece quando você cria um plano em que seus conjuntos de habilidades e ativos se fundem com os conjuntos de habilidades e ativos de outra pessoa.

O que você faz bem, alguém pode ter dificuldade em fazer.

Com aquilo que você tem dificuldade, os outros podem fazer muito bem.

Com quem você pode colaborar para acelerar seu processo?

Quem tem ativos e recursos que você não tem?

Como você poderia ajudar essas pessoas?

Que tipos de parcerias você poderia desenvolver, que lhe permitiriam alcançar mais rapidamente seus objetivos e ajudá-los a alcançar mais rapidamente os objetivos deles?

Quando você colabora com outras pessoas, 1 + 1 > 2.

O todo se torna diferente da soma de suas partes.

É assim que ocorre a transformação.

Somente aqueles que se envolvem em colaboração realmente experimentam a verdadeira transformação.

As pessoas que só trabalham bem sozinhas estão presas à sua própria visão de mundo e agendas.

Quando você se fundir com os outros, suas ideias e objetivos mudam. Eles se tornam maiores e melhores.

Eles se tornam diferentes do que você poderia criar sozinho.

A única maneira de ter esses tipos de parcerias é pensar a longo prazo.

Você deve estar engajado e se doar completamente.

Não pode ser transacional. Não pode ser isso por isso. Deve ser algo muito mais profundo.

Quando for, você terá muito mais integridade no trabalho que faz.

Você vai expressar mais apreço.

Você sempre fará a coisa certa, mesmo que a coisa certa seja difícil e desconfortável.

Não busque relacionamentos transacionais.

Somente busque relacionamentos transformacionais de longo prazo.

9. Aumente seus objetivos em 10x e enfrente seus medos.

milionário

Para ser um milionário, é preciso fazer por muito tempo o que poucos estão dispostos. Crédito: mentatdgt | Pexels.

Olhe para seus objetivos atuais.

Por que essa é sua métrica de “sucesso”?

Por que esse é o seu alvo?

O que aconteceria se, com toda a seriedade, você atingisse esse alvo?

E se, em vez de ganhar R$ 9.000/mês, você buscasse R$ 90.000/mês?

É mesmo possível? Claro que é possível. Há várias pessoas fazendo isso.

A única diferença entre eles e você é a educação, os relacionamentos e a estratégia deles.

Quando você define uma meta 10X maior, é necessário pensar de maneira muito diferente sobre seus comportamentos diários.

Você é obrigado a ser mais sério em todos os aspectos da sua vida.

Você é obrigado a eliminar o pensamento limitante e distrações de consumo.

Definir uma meta 10X maior será uma das melhores coisas que você já fez para si mesmo.

Essa meta deve ser criada enquanto você estiver em estado de êxtase.

Você alcança um estado de êxtase fazendo algo poderoso, seja em exercício, aprendizado ou simplesmente estando em um ambiente, como um país estrangeiro.

Você pode até alcançar o êxtase por estar perto de certos tipos de pessoas, aquelas que te inspiram a ser a melhor versão de si mesmo.

Só você sabe o que faz você entrar em estado de êxtase e paixão.

Então, faça o que for que te leve até lá e anote seus objetivos.

Declare o que você vai fazer.

Em seguida, escreva essa meta e visualize sua conquista todos os dias até que ela se torne sua realidade.

Quando você pensa sobre esse objetivo, não desvie do fluxo natural de ideias que irá surgir.

Você não consegue 10X mais resultados envolvendo o mesmo pensamento e comportamentos que você está realizando atualmente.

Consequentemente, ao pensar em seu objetivo, você também terá ideias sobre o que precisa fazer, de forma realista, para atingir esse objetivo.

Você não sabe o que você não sabe.

Então, você precisa começar a se instruir sobre como conseguir alcançar seu objetivo.

Você precisará se tornar mais ousado sobre o trabalho que está fazendo.

Você precisará criar mais e falhar mais. Mais e mais, na verdade.

Quantidade é frequentemente o caminho mais rápido para a qualidade.

Não só isso, mas quando você pensa sobre o seu objetivo de 10X mais, você provavelmente terá ideias que te assustam.

Quando você faz um trabalho que te assusta, você atravessa um limite que a maioria das pessoas nunca atravessa.

O trabalho assustador é frequentemente um trabalho altamente lucrativo e valioso.

10. Se torne realmente muito muito bom em marketing.

Marketing nada mais é do que psicologia aplicada.

É sobre conectar-se com as pessoas, persuadi-las e ajudá-las.

Muitas pessoas acham que o marketing é uma coisa desagradável ou imoral.

Muitos “artistas” não aprendem marketing porque não querem “vender”.

Eles querem que seu trabalho seja puro.

Acadêmicos não são melhores. Seu trabalho não é acessível ao homem comum.

Marketing nada mais é do que tornar seu trabalho mais fácil e melhor de encontrar e usar.

As pessoas não vão aparecer magicamente e comprar suas coisas.

As pessoas não vão aparecer magicamente e ler suas coisas.

Mesmo agora: como você chegou nesta página? Veja o título deste artigo.

Eu poderia facilmente tê-lo chamado de “conselhos para se tornar bem sucedido”.

Mas você teria clicado nele com esse título?

Provavelmente não.

Mas você clicou nesse. Por que você clicou nesse?

Como você chegou tão longe? Pense na experiência.

Marketing é o “como” para o que você faz.

A razão pela qual a maioria das pessoas não é bem-sucedida é porque elas temem ou evitam o marketing.

Pela mesma razão, a maioria das pessoas são más professoras. Elas estão mais focadas no conteúdo do que na entrega e no design desse conteúdo.

Mas a entrega — o como — é tão importante se não for mais importante do que o que você está fazendo ou por que você está fazendo isso.

Você poderia ter a cura para o câncer. Mas se você não comercializa bem, você nunca vai levar sua cura para o mundo.

Você poderia ter a mensagem mais importante do mundo, ou a maior história, mas ninguém a verá se você não promover e compactar de forma inteligente.

11. Não se concentre no tempo e no esforço, concentre-se nos resultados.

Fundador da exclusiva plataforma de coaching empresarial Strategic Coach, Dan Sullivan distingue entre aqueles que estão na “Economia de Tempo e Esforço” com aqueles que estão na “Economia de Resultados”.

Se você está na economia de tempo e esforço, você está focado em estar ocupado.

Você realmente acredita que a quantidade de tempo e energia que você coloca em algo merece elogios.

Por outro lado, quando você está na economia de resultados, você está focado apenas em alcançar um resultado específico.

A última linha é o que importa e, portanto, torna-se muito importante encontrar a maneira mais eficaz de chegar lá.

Essa é uma diferença fundamental entre empreendedores e funcionários. Como Sullivan diz:

“Os empreendedores atravessaram a ‘linha de risco’ da ‘Economia de Tempo e Esforço’ para a ‘Economia de Resultados’.

Para eles, não há renda garantida, ninguém lhes preenche um cheque de salário a cada duas semanas.

Eles vivem de sua capacidade de gerar oportunidades criando valor para sua clientela.

Às vezes, eles — e você — gastarão muito tempo e esforço e não obterão resultado.

Outras vezes, eles não dedicam muito tempo e esforço e obtêm um grande resultado.

O foco para os empresários sempre tem que estar nos resultados ou não haverá receita chegando.

Se você trabalha para um empreendedor, adivinhe! Isto é verdade para você também.

Embora você provavelmente tenha uma renda garantida, é importante entender que o negócio em que você trabalha existe dentro da Economia dos Resultados, mesmo que você esteja protegido de ver isso.

Digo isso não para que você se sinta inseguro, mas para mostrar como ter sucesso nesse ambiente: maximizando seus resultados e minimizando o tempo e o esforço necessários para obtê-los.”

A maioria das pessoas não pensa em termos de resultados porque sua segurança está em um salário.

No entanto, quando você muda seu foco de quão pouco você pode fazer para o quanto você pode fazer, você muda como você trabalha.

Você começa a aprender maneiras de concluir mais rapidamente.

Você assume uma responsabilidade maior.

Você muda seu ambiente.

E você também percebe o quão importante é dormir e descansar para alcançar os melhores resultados possíveis.

Assim, você começa a tirar mais e mais folga e descansar.

Quando você dedica 80% de sua energia para descansar e se autodesenvolver, então você tem muito conhecimento e energia para usar durante o tempo que você está realmente trabalhando.

Você está pensando 10X maior que todo mundo.

Você está operando sob prazos curtos e alta pressão.

Você pode se dedicar ao extremo enquanto trabalha, porque passa muito tempo descansando e se preparando.

12. Mude seus ambientes regularmente.

Os ambientes em que você trabalha devem refletir o trabalho que você está fazendo.

Fazer vários tipos de trabalho no mesmo ambiente é ineficaz.

Mas as pessoas fazem isso o tempo todo.

Eles se sentam no mesmo lugar e mentalmente mudam de uma tarefa para outra.

Uma abordagem muito melhor é formar blocos de atividades e realizar essas atividades em um ambiente relevante.

Por exemplo, quando escrevo posts, trabalho em uma biblioteca silenciosa onde não tenho distrações.

Porque o ambiente facilita a escrita de qualidade, e eu tirei o dia para escrever então eu escrevo muito.

É mais fácil escrever de 2 a 5 posts de uma só vez do que tentar escrever um post de cada vez.

Ari Meisel, autor e empresário, agrupa suas atividades e alterna seus ambientes para combinar com o trabalho que está fazendo.

Nos dias em que ele está gravando podcasts, ele vai a um estúdio e grava cerca de cinco episódios em uma única sessão.

Nos outros dias, ele passa o dia inteiro em reuniões ou em ligações.

Ele faz esse trabalho no apartamento de seu amigo porque é um ambiente muito mais envolvente.

Ele também escreve muito, e faz isso na Soho House em Nova York (uma rede de hotéis destinado a artistas, meios de comunicação, e para aqueles com ‘alma criativa’), porque é um ambiente silencioso, com pouca conexão à Internet.

A falta de conexão o impede de navegar na web e até mesmo de usar seu telefone, porque o sinal é ruim.

13. Defina “riqueza” e “sucesso” para você mesmo.

Sucesso e riqueza não são só sobre dinheiro.

Há muitas pessoas que têm dinheiro e pouco capital nas outras áreas importantes de suas vidas.

O dinheiro, obviamente, é muito importante.

Isso resolve muitos problemas.

Acelera os processos.

Mas o dinheiro é uma ferramenta. É um meio para um fim.

Para aqueles que se dedicam ao trabalho em que realmente acreditam, o dinheiro é simplesmente uma ferramenta para fazer mais trabalho.

14. Conheça e aja com o seu “porquê” mais profundo.

Qual é o seu porquê pelo que você está fazendo?

Como você poderia saber o seu porquê?

Mais importante, como você poderia saber o seu real porquê?

Na verdade é bem simples.

Mas para isso é fundamental que haja honestidade.

Há um exercício que eu vou guiá-lo para chegar ao seu porquê.

E mais importante, uma vez que você sabe o seu mais profundo porquê para o que você está fazendo, você deve operar a partir dessa consciência, e não mais de suas razões mais baixas e básicas.

Aqui está uma pergunta sólida que você poderia se perguntar para entender seu porquê.

Por que ______________ é importante para você?

Digamos que você queira começar um negócio, comprar um novo celular ou ir à academia.

Pode ser grande ou pequeno.

Mas coloque essa coisa lá.

Por que “ir à academia” é importante para você?

Então, você apenas escreve a primeira coisa que vem à sua mente:

Porque eu gosto de me sentir bem.

Então você pega sua resposta, e coloca na mesma pergunta: por que ______________ é importante para você?

Então, dada a resposta anterior:

Por que “sentir-se bem” é importante para você?

Assim, você quer tentar ir até 7 camadas de profundidade.

Quando chegar às camadas 5, 6 e 7, você terá que ser realmente honesto consigo mesmo.

Normalmente, você pode responder às camadas 1 a 4 de cabeça.

No entanto, se você está sendo realmente honesto consigo mesmo, e quero dizer realmente honesto, você precisará ouvir seu coração para responder às camadas 5 a 7.

É nos níveis mais profundos que você descobrirá o verdadeiro porquê de você estar fazendo o que faz.

Mesmo que seja algo tão simples quanto comprar um celular novo ou ir à academia.

Mas você quer se lembrar do seu mais profundo porquê quando você está fazendo alguma coisa.

E você quer operar a partir desse nível, porque no seu nível mais profundo você estará operando a partir do seu coração, não da sua cabeça.

Assim, seu desempenho será muito mais profundo, autêntico e poderoso.

As apostas serão maiores.

De repente, você não está apenas indo para a academia para “se sentir bem”, mas porque você tem um chamado importante para corresponder e precisa ser o mais saudável possível para que isso aconteça (ou seja qual for o seu porquê mais profundo).

Seu mais profundo “porquê” quase sempre expõe algo muito pessoal sobre você e sobre suas crenças fundamentais sobre a vida.

Você quer estar consciente dessas coisas e como ou por que elas o levam a fazer o que você está fazendo.

Se você realmente passar por este exercício de uma maneira genuína, você deve obter alguns avanços mentais e emocionais.

Você deve descobrir algo sobre si mesmo, e por que você é do jeito que você é, e por que você está perseguindo as coisas específicas que você está perseguindo.

Conheça o seu porquê.

Então atue a partir do mais profundo e mais poderoso “porquê” que você tem.

Você será muito mais brilhante no que faz.

15. Tenha uma posição firme, torne-a sua marca.

Para ser bem sucedido, você deve acreditar em algo.

Você deve ter uma posição.

Todas as pessoas e marcas de sucesso têm um porquê claro.

Como Simon Sinek explica em seu livro Comece pelo Porquê, as pessoas não compram o que você vende, elas compram o porquê você vende.

A Apple é um ótimo exemplo.

Em todo o marketing, eles não explicam os detalhes técnicos de seus produtos, definem e compartilham seus valores fundamentais.

Eles acreditam que a tecnologia deve ser fácil de usar e legal.

Se você quer ser atraente e interessante, você deve realmente acreditar em algo.

Você deve ter uma posição clara.

Essa posição se torna sua marca.

Torna-se sua marca registrada.

Torna-se como você se distingue dos outros.

Quando você tem uma posição e uma marca claras, você se destaca.

Você não é mais neutro.

Você acredita em algo e está lutando para fazer uma mudança específica.

Como resultado, as pessoas vão amá-lo ou odiá-lo.

Isso é o que você quer.

Morno significa que você não tem nada a dizer.

Morno significa que você está tentando apelar para todos.

As riquezas estão nos nichos. Seu nicho é o seu público.

Eles são um pequeno grupo de pessoas que concordam com a exposição que você está tentando fazer.

Eles são seus evangelistas.

Se você tentar agradar a todos, sua mensagem, marketing e produtos serão terríveis.

Você não vai ser claro sobre o seu porquê, e nem com mais nada.

Assim, você será mediano como todo mundo e seu trabalho não se destacará.

Apenas pessoas com posições firmes são realmente muito boas em marketing.

Eles se importam o suficiente com a mensagem deles para divulgar isso.

Eles percebem que o como é tão importante quanto o que e por quê.

Conclusão

Você está fazendo essas 15 coisas?

Quão agressivamente você está fazendo?

Você quer se tornar um multi-milionário?

Você está pronto para pensar e agir grande?

Você consegue.
___

Este texto foi publicado originalmente no Medium, por Benjamin Hardy. Adaptação feita por Awebic. Saiba mais sobre o trabalho de Hardy aqui.