Saúde

Procedimento para frear o Alzheimer é realizado no Brasil e causa polêmica

O procedimento chamado de estimulação cerebral profunda foi realizado em um paciente de 77 anos, no dia 11 de dezembro de 2015, no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, na Paraíba.

E foi considerado uma esperança para frear o Mal de Alzheimer.

O procedimento funciona como um marca-passo, só que no cérebro: descarrega microcorrentes elétricas para estimular o seu funcionamento.

O neurocirurgião responsável pela cirurgia, Rodrigo Marmo, disse em entrevista ao Só Notícia Boa que “na primeira semana o paciente apresentou resultados iniciais animadores”.

procedimento é esperança para frear alzheimer (1)

Crédito: reprodução/Correio da Paraíba

O idoso, que não teve a identidade revelada a pedido da família, sofria de Alzheimer há 2 anos. Ele apresentava um quadro de leve a moderado.

Contestação:

Apesar da repercussão positiva, há contestação de sua eficácia pelo próprio Conselho Regional de Medicina (CRM), que encara o procedimento como experimental e portanto, não deveria ter sido realizado.

João Medeiros, presidente do CRM, contou ao Jornal da Paraíba que, se o procedimento ainda não foi autorizado pelos órgãos competentes, é considerado experimental.

procedimento é esperança para frear alzheimer

Crédito: Sabine Vanerp/Pixabay

Apesar dos resultados positivos em procedimentos realizados no exterior, inclusive no Canadá, onde o neurocirurgião fez sua especialização, no Brasil ele ainda não é aprovado.

O caso segue sendo investigado e o neurocirurgião ainda pode ser punido.

Família explica

“Estão tratando o doutor Rodrigo como se fosse um charlatão. Em nenhum momento ele ofereceu a cirurgia. Nós é que provocamos. Ele disse que não sabia que tipo de ganho poderíamos ter. Pesquisamos e vimos que pacientes do Rio de Janeiro e de São Paulo fizeram por demanda judicial. Fomos atrás e ganhamos na Justiça também”, disse a esposa do idoso ao Correio da Paraíba.

Leia:  Coloque seus pés em um desses (29) lugares e sua vida nunca mais será a mesma. Uau!

Alerta

Com a repercussão inicial do caso, o neurocirurgião alertou: “Não significa a cura do Alzheimer”, apesar de uma melhora significativa do paciente.

Compartilhe com os seus amigos e vamos juntos torcer para uma cura para o mal de Alzheimer!

Fonte: sonoticiaboa.com.br, correiodaparaiba.com.br e jornaldaparaiba.com.br.