Viagem

Brasileiro ‘encontra Deus’ viajando sem dinheiro por 7 países do mundo

O sonho de muita gente é viajar o mundo.

Por isso mesmo, muitas pessoas trabalham o ano todo para juntar um dinheirinho e tirar umas férias em algum lugar paradisíaco durante trinta dias.

Mas existem pessoas que fazem diferente.

Existem pessoas que simplesmente colocam uma mochila nas costas e se jogam na estrada. Foi o caso do publicitário Stefano Giorgi.

Em 2015, Stefano estava passando pela famosa crise dos 23. Terminou a faculdade, estava sem nenhum relacionamento sério, confuso com sua carreira e sendo pressionado pela família.

Então, um belo dia, ele resolveu fazer uma mudança radical na sua vida: comprou uma passagem só de ida para Roma, onde iria começar uma jornada até Jerusalém.

Stefano partiu em busca de Deus e de si mesmo, deixando todo o seu dinheiro para trás para depositar sua fé na humanidade. E, quando dizemos que partiu em busca de Deus, vale ressaltar que, apesar de ser católico, Stefano se referiria a um Deus referente a todas as crenças, inclusive aquelas crenças que não acreditam em nada.

Stefano viu o Papa Francisco em Roma, foi para a Toscana conhecer as origens da sua família e partiu para o sul da Itália em busca de um barco para cruzar o Adriático.

Depois ele foi para a Albânia, percorreu bosques e montanhas e enfim chegou à Grécia, onde lugares reais e mitológicos disputavam sua atenção.

Cruzando mais uma fronteira, Stefano chegou em Istambul, na Turquia, onde pisou pela primeira vez na Ásia, indo depois para a região da Capadócia e pegando um barco para o norte do Chipre. Lá ele deu aulas de Jiu Jitsu para conseguir um pouco de dinheiro e seguir viagem.

Leia:  10 sinais de que você está recalibrando seu sistema mente-corpo-alma

As aulas não renderam muita coisa, entretanto, pegando carona e contando sua história, Stefano conseguiu duzentos euros em um único dia de pessoas que quiseram ajudá-lo.

Assim sendo, o resto da sua viagem estava paga.

Do Chipre ele pôde ir de avião para o Líbano. Do Líbano ele foi para a Jordânia. E da Jordânia ele seguiu viagem até seu destino final em Jerusalém, onde chegou exatamente na Páscoa durante a cerimônia do Fogo Sagrado.

Como ele fez isso tudo? Confiando nas pessoas!

Stefano usou muito CouchSurfing, fez diversas amizades na estrada, pediu ajuda para todos os seus amigos no Facebook e conseguiu completar sua jornada em dois meses sem dinheiro nenhum.

Passou fome, frio e quase morreu algumas vezes. Mas conseguiu seu objetivo, e mostrou para muita gente que é possível se jogar pelo mundo apenas com fé no coração.

Stefano disse que não encontrou Deus em Jerusalém, mas sim na estrada. E para agradecer a todos os que o ajudaram ele fez esse vídeo:

Se preferir, veja o vídeo no YouTube.

Atualmente Stefano ajuda outros viajantes escrevendo para o Dubbi que, para quem não sabe, é um planejador colaborativo de viagens, formado por uma comunidade online onde viajantes compartilham dicas e experiências de viagens para ajudar outros viajantes.

Se quiser saber mais sobre as histórias do Stefano, como quando acabou no meio de contrabandistas de ouro sírios na Turquia ou quando ele morou em uma comunidade anarquista embaixo de um castelo na Toscana, veja no seu diário de viagem.