Saúde

Duas iniciativas tentam driblar preço abusivo de medicamento para alérgicos

Para pacientes portadores de alergias severas ou intolerância a determinadas substâncias, a rapidez na aplicação de medicamentos como a epinefrina pode ser a diferença entre a vida e a morte, em caso de uma crise alérgica aguda (conhecida popularmente como choque anafilático).

Um dispositivo simples para a aplicação de epinefrina, chamado Epipen, tem um único fabricante.

O laboratório Mylan tem a patente do Epipen desde 2007 e recentemente aumentou o preço do dispositivo de 57 dólares para 318 dólares cada, tornando absolutamente inviável a compra por quem precisa do medicamento.

Dentre as razões pelas quais ninguém desenvolveu uma alternativa para a Epipen, estão questões relacionadas a patentes.

medications-257333_640

Ainda assim, duas iniciativas tentam criar dispositivos semelhantes a um preço muito mais baixo.

Um deles é de um médico americano, o Dr. Douglas McMahon, que trabalha há anos em conjunto com o Centro de Alergia e Asma de Minnesota. Ele mesmo é um paciente alérgico e precisa carregar sempre consigo a epinefrina.

Depois de desenvolver um aparelho que era muito grande e desajeitado para ser carregado, ele chegou a uma solução menor, que chamou de AlergyStop.

Foi quando se deu conta de que o custo de um dispositivo assim era relativamente baixo.

Agora, ele tenta uma campanha de financiamento coletivo (que, infelizmente, teve poucas adesões) para conseguir vender o aplicador ao paciente por cerca de 50 dólares.

Para McMahon, o laboratório Mylan perdeu de vista as necessidades dos pacientes e visa apenas os investidores, e é por isso que os preços aumentaram desta forma.

E, conhecendo os dois lados da questão, por ser médico e paciente, ele fala com propriedade sobre o assunto.

Grupo de hackers divulga como fazer dispositivo na internet

Por outro lado, um grupo de biohackers chamado The Four Vinegars desenvolveu um dispositivo caseiro para a aplicação de epinefrina.

Leia:  Veja o que o GRAAC e o Cartoon Network fizeram para alegrar o dia de crianças com câncer

Combinando aplicadores de insulina para diabéticos e agulhas de injeção comuns, o aparelho foi chamado de Epipencil e o custo de produção fica em torno de 30 dólares.

Em um vídeo, o grupo explica como montar o dispositivo. A única restrição, por enquanto, é a compra da epinefrina, que necessita de prescrição médica.

https://youtu.be/ldFFJRdhVs8

Se preferir, veja o vídeo no YouTube.

O objetivo do Four Vinegars é tornar a medicina acessível para todos, fugindo da ganância de laboratórios como a Mylan, que tornaram a aquisição de um medicamento praticamente impossível para a maioria das pessoas.

Apesar de não ser regulamentado, o dispositivo caseiro pode ser a única alternativa possível para quem precisa de aplicação de epinefrina em caso de choque anafilático.

Ter acesso a tratamento médico adequado é direito e todos. Torcemos para que iniciativas assim se multipliquem e, quem sabe, quebrem o ciclo ganancioso dos laboratórios farmacêuticos.

Fontes: minds.com, cbslocal.com.