Saúde

Como mudar sua vida para melhor em apenas um mês

Quantas vezes você deitou a cabeça no travesseiro e ficou se perguntando o porquê de sua vida ter tomado o rumo que tomou ou então porque você tem se sentido tão cansado(a) ultimamente?

Pois é, eu também passo por isso.

Isso acontece porque todos nós, em algum momento, sentimos a necessidade de refletir sobre nossos próprios atos e avaliar as escolhas que tomamos.

Essas pausas para reflexão fazem parte do movimento da vida.

Elas ajudam nossa mente a respirar e mudar de rota, quando preciso. Então, se o título deste texto te chamou a atenção, pode ser que você esteja prestes a colocar na balança vários valores que pareciam indispensáveis mas que podem estar pesando na bagagem da sua alma.

Você está prestes a mudar, e os conselhos abaixo podem ser o seu primeiro passo rumo a um você melhor.

IMG_2135_Awebic

Foto: Arquivo pessoal.

Eu, pessoalmente, tenho colocado em prática essas dicas diariamente e o resultado tem sido incrível!

Tenho me sentido mais bem disposta e feliz. A dica sobre prática de atividade física é uma das que tem sido mais importante nessa minha fase.

Então, vamos ver como é possível transformar a vida em apenas quatro semanas?

(O passo-a-passo é da blogger Svetlana Pokrevskaya.)

Semana 1: purificando sua mente e seu corpo.

1. Comece cedo.

É no período da manhã, antes do trabalho, que você vai encontrar tempo para você mesmo.

Esse será um momento de paz e silêncio, quando você será capaz de separar todas as coisas que precisa fazer, antes de se distrair, pois todas as outras pessoas ainda estão dormindo. Um momento ideal para exercícios matinais que ajudarão a preparar você para aproveitar ao máximo o seu dia.

Mas, fique atento: se você se sente muito preguiçoso e tem uma relutância enorme para sair da cama, não pense que isso quer dizer que você só está cansado. De acordo com a blogger, isso mostra que você realmente não quer viver sua própria vida.

Basta mudar sua mentalidade e ao invés de sofrer por causa do trânsito ou do trabalho que terá de enfrentar mais tarde, apenas perceba o grande dia que acabou de começar (junto às oportunidades que ele traz a cada nova manhã). Se conseguir se levantar com esse pensamento, acredite: acordar cedo não vai mais ser um grande problema.

A lógica é simples: se você está vivendo a vida ao máximo, você vai querer saltar da cama. E quando você observar essa pequena mudança, seu dia vai começar a nascer mais iluminado!

2. Melhore sua alimentação.

As próximas mudanças vão exigir uma enorme quantidade de energia de você.

É bem provável que você esteja usando atualmente a maior parte de sua energia para manter o funcionamento do corpo em função dos efeitos do álcool, cigarros, gorduras ou alimentos que não são saudáveis. Cada um de nós temos nossos próprios vícios e nossa própria maneira de superá-los.

Por isso, você pode escolher qualquer tipo de dieta que lhe pareça certa.

Não é preciso radicalizar, cortando todos os carboidratos repentinamente ou tornar-se vegetariano, por exemplo. Mas é importantíssimo estar ciente de que o excesso de álcool, frituras, açúcares e fast foods definitivamente não compõem uma boa alimentação.

IMG_3880_Awebic

Foto: Arquivo pessoal.

Se você realmente quer ver a mudança acontecer na sua vida, é preciso reconsiderar todos esses alimentos e bebidas. De acordo com Svetlana, reduzir o tamanho das porções que você come e evitar comidas pesadas antes de dormir também é fundamental.

Em outros aspectos, basta ouvir o que seu próprio corpo está lhe dizendo, ou simplesmente seguir os conselhos de um(a) nutricionista. O mais importante, porém, é evitar sobrecarregar-se de toxinas; assim, você começa a aliviar o sofrimento do seu corpo e a ter um estilo de vida mais ativo.

3. Exercite-se.

Praticar uma atividade física regularmente é absolutamente obrigatório, pois manter o corpo bem tonificado e saudável é vital para a saúde espiritual. O equilíbrio corpo-mente é fundamental para que você entre em sintonia com você mesmo e tenha mais clareza de ideias.

IMG_3811_Awebic

Foto: Arquivo pessoal.

Eu, por exemplo, tenho sentido uma transformação profunda na minha vida desde comecei a praticar Yoga. Algumas pessoas sentem-se mais vivas quando correm ou nadam, enquanto outras amam dançar!

Não importa com qual esporte ou atividade você se identifica mais, comece o quanto antes a se movimentar e vá aumentando a frequência diariamente.

E, principalmente, fuja das desculpas: se não tiver tempo de ir à academia, dance em frente ao espelho. Se não puder ir ao estúdio de Yoga, afaste os móveis e pratique na sala. Se o caminho até a pista de caminhada parece ser muito cansativo, caminhe em volta do quarteirão da sua casa. Troque o elevador pelas escadas.

Determine você mesmo, enfim, qual será o seu tipo de treino e não fure o compromisso com você mesmo: o pior boicote é aquele sofrido por nós mesmos.

Semana 2: organize sua vida pessoal.

1. Limpe seu espaço pessoal.

Jogue tudo fora!

É hora de trazer ordem a cada canto, mesa e armário da sua casa. Cada objeto em sua casa – mesmo o menor – não só ocupa espaço, mas também consome um pouco da sua energia.

Será que realmente vale a pena manter esse objeto?

Manter apenas o material que você realmente precisa ou que te faz feliz, faz com que seu cantinho seja ainda mais especial (e não apenas uma amontoado de velharias que acumulamos por medo de desapegar).

Você não precisa mais de nada que te lembre seu passado, como o ursinho de pelúcia que seu ex te deu há 10 anos.

Quando você se livrar do excesso, vai sentir um alívio e felicidade incríveis. Principalmente se tirar todo o pó e lavar o chão. É como se a limpeza da casa fosse a limpeza da alma. Pode acreditar!

2. Resolva suas pendências pessoais.

Você se lembra quantos anos vem planejando aprender Italiano? E quantas vezes você prometeu visitar seus avós no interior de Goiás? Quantas de suas resoluções de Ano Novo passam para novas listas, ano após ano, e nunca se concretizam?

Leia:  O último desejo dessa senhora com câncer vai deixar você emocionado

Você precisa lembrar-se de todas as promessas que fez para si mesmo e para os outros, e decidir como vai lidar com elas. Temos duas opções: (1) cumpri-las, ou (2) tirá-las da lista de afazeres para sempre.

Simplesmente faça o que precisa fazer em vez de se arrastar carregando esses sentimentos de obrigação que só te ajudam a se sentir frustrado.

IMG_3757_Awebic

Foto: Arquivo pessoal.

3. Redefina sua vida social.

Rompa com todas as relações que fazem você se sentir deprimido.

Deixe de falar com todos aqueles que têm uma perspectiva negativa sobre a vida, que são arrogantes e com quem você não tem nada em comum. Aprenda, de uma vez por todas, a dizer não. Permita-se ser ingrato, mal-humorado, louco ou desagradável – se é isso que é preciso para se sentir livre.

Livre-se da culpa e do julgamento e deixe que o universo faça seu trabalho.

Semana 3: planos, objetivos e sonhos.

1. Anote e, em seguida, realize seus planos.

Parece que nós acabamos com uma lista de tarefas da semana passada.

Como isso faz você se sentir? Você se sente feliz e entusiasmado(a) com isso? Você já está arregaçando as mangas para as próximas tarefas?

Se a resposta for não, então talvez valha a pena você observar o que está fazendo de errado, pois o resultado que o espera é um aumento da sua própria força e uma sede renovada para a vida.

Lembre-se: o que é que você ama ou amava fazer?

Não se esqueça que você não deve levar a sério só as coisas relacionadas ao trabalho, mas também precisa dedicar-se a planejar seu tempo livre – para que você possa relaxar, ver os amigos e entes queridos, e (esta é a única que a gente sempre se esquece) encontrar tempo para você mesmo.

Devem entrar no seu planejamento as coisas que você está ansioso para fazer. Escreva tudo de uma vez só e não se esqueça de incluir prazos e os passos específicos para conclusão.

Imagine que a história da sua vida vai ser o tema de um livro; ele deve ser algo que você gostaria de ler.

2. Liste seus sonhos mais absurdos.

Isso pode incluir tornar-se presidente ou escalar o Monte Everest quando você estiver com 89 anos. Ignore a voz sensata em sua cabeça e imagine que o mundo é seu; tudo que você tem a fazer é escrever.

Se você tivesse todo o tempo, dinheiro, conexões e talento de que precisa, o que você faria?

Eu, por exemplo, sonhava conseguir alcançar uma posição no Yoga, mas achava que seria impossível perante minha falta de habilidade corporal. Depois de estabelecer isso como um objetivo, um belo dia, consegui (e acho que ainda não teria acreditado caso não tivesse eu mesma tirado a foto abaixo):

IMG_3820_compacta_Awebic

Foto: Arquivo pessoal.

Quando seus objetivos começarem a ser alcançados, você perceberá o quão modestos eram seus sonhos e vai simplesmente cair na risada (antes de sonhar um pouco mais alto na próxima).

3. Faça planejamentos diários.

Escreva um plano para o dia seguinte, todas as noites.

Não importa se é curto ou longo – pode ser qualquer tipo de plano, desde que você o escreva. E é importante fazê-lo, especificamente, à noite, porque mesmo que não se lembre de nada no dia seguinte, você vai ser mais produtivo.

Além disso, não se esqueça de dar uma olhada no seu plano geral e se perguntar onde você está indo na vida: você está indo a algum lugar?

Semana 4: expanda seus horizontes.

1. Tente viver de forma diferente.

Até as menores coisas têm um determinado efeito na sua vida: pegar um caminho diferente para o trabalho; ‘cair’ em um café onde você nunca esteve antes, ou uma loja muito cara.

Tente um novo tipo de esporte.

Tente fazer o que você nunca fez.

E, todos os dias, quando você estiver ocupado com coisas que está acostumado a fazer o tempo todo, pergunte-se: o que posso fazer um pouco diferente agora?

Você precisa adquirir o hábito de tentar algo novo; dessa forma, você vai gradualmente sair da rotina massacrante.

IMG_2851_Awebic

Foto: Arquivo pessoal.

2. Saia da sua zona de conforto.

Claro, se você conseguiu realizar todas as etapas anteriores, já avançou um longo caminho para sair da sua zona de conforto. Mas você precisa ir mais longe e olhar seus maiores medos nos olhos: não só olhar para eles, mas também lutar com eles.

Medo de altura? Pule de paraquedas.

Aterrorizado com seu chefe? Apresente um novo projeto.

Se você teme conhecer novas pessoas, mergulhe de cabeça em uma festa onde você não conhece ninguém. Aprendemos coisas novas e nos desenvolvemos nesses tipos de situações.

Eu mesma abri minha mente enfrentando um dos meus maiores medos: viajar sozinha para fora do Brasil. Foi assustadoramente incrível e libertador!

IMG_2847_Awebic

Foto: Arquivo pessoal (do meu primeiro mochilão).

3. Faça uma pausa.

E “fazer uma pausa” significa que você tem que sair de casa, desligar a conexão Wi-Fi e passar algum tempo sozinho.

Significa, também, dar-se um feedback honesto: como foi o mês passado para você? Como as mudanças têm ocorrido em sua vida? Como você vai continuar a ir mais longe, agora que já conseguiu fazer as primeiras mudanças?

IMG_3297_Awebic

Foto: Arquivo pessoal.

A autora dessas dicas acredita que se você realmente topar o desafio do primeiro mês, os próximos meses serão ainda mais libertadores.

Já eu, como uma oficial “detestadora” de rotina e adoradora de desafios, procuro observar diariamente para onde meus passos e minhas escolhas têm me levado.

Você já está se questionando também?

Então comece a testar a mudança desses pequenos hábitos propostos pela Svetlana (que além de linda e ótima escritora, é super simpática!) e daqui um mês venha contar como está sendo sua experiência. A minha, literalmente, já me deixou de ponta-cabeça! :)

Fonte: brightside.me.

Compartilhe e espalhe essas sementinhas!