Mente

Descubra o segredo das pessoas bem-sucedidas para vencer o estresse

Existem dois tipos de pessoas neste mundo: aqueles que acreditam que podem fazer as coisas acontecerem e aqueles que acreditam que as coisas acontecem com eles.

O primeiro grupo está convencido de que o resultado de suas vidas e carreiras está mais ou menos em suas próprias mãos, e eles não o teriam de outra maneira.

O segundo grupo tem uma abordagem mais “Forrest Gump” – eles sentam e esperam o ônibus levá-los para algum lugar.

Tim Judge, psicólogo da Universidade da Flórida, e seus colegas demonstraram exaustivamente que as pessoas que sentem que controlam os eventos em suas vidas (mais do que os eventos os controlam) e confiam em suas capacidades acabam se saindo melhor em quase todas as medidas importantes de desempenho no trabalho.

Nos estudos de Judge, esses indivíduos – nós os chamaremos de “os Empoderados” – foram instruídos para fazer o seguinte:

  1. Vender mais do que os outros empregados.
  2. Oferecer melhor serviço ao cliente.
  3. Ajustar-se melhor a novas atribuições.
  4. Levar para casa uma média de 50 a 150% a mais em renda anual.

Nas horas boas e ruins

Como pessoas bem sucedidas vencem o estresse

É claro que, quando passamos por bons tempos, quase todos nós acreditamos que temos o mundo nas mãos.

O que torna os Empoderados do estudo de Tim Judge especiais – sejam eles de chão de fábrica ou de nível executivo – é que eles não ficam sobrecarregados quando as coisas ficam difíceis.

Assim como você, os Empoderados sentem intenso estresse e ansiedade quando os tempos difíceis chegam, mas eles usam essa ansiedade de forma diferente.

Uma vez que os Empoderados acreditam que têm controle sobre os resultados em suas vidas, sua ansiedade alimenta a paixão em vez da piedade, a motivação em vez do desespero e a tenacidade em detrimento do receio.

Quer os Empoderados se encontrem presidindo uma divisão com receitas despencando, recebendo uma dura crítica de desempenho, ou encarando mais uma rejeição de emprego, eles se recusam a agitar a bandeira branca. Eles redobram seus esforços.

É assim que funciona

O Empoderado supera todos os outros porque a capacidade de gerenciar suas emoções e manter a calma sob pressão tem uma ligação direta com seu desempenho.

A TalentSmart realizou uma pesquisa com mais de um milhão de pessoas e descobriu que 90% das pessoas com alto desempenho são habilidosos em administrar suas emoções em momentos de estresse, a fim de manter a calma e o controle.

A ansiedade é uma emoção absolutamente necessária.

Nossos cérebros são construídos de tal forma que é difícil agir até sentirmos algum nível de ansiedade (também chamado de estresse). Na verdade, o desempenho atinge o pico sob a ativação que vem com níveis moderados de ansiedade.

O truque é gerenciar seu estresse/ansiedade e mantê-lo dentro dos níveis ideais para alcançar o melhor desempenho.

Como pessoas bem sucedidas vencem o estresse

Todos nós sabemos que viver sob condições estressantes possui sérias consequências físicas e emocionais. Então, por que temos tanta dificuldade para reduzir nossos níveis de estresse e melhorar nossas vidas?

Pesquisadores de Yale têm a resposta.

Eles descobriram que o estresse intenso realmente reduz o volume de massa cinzenta nas áreas do cérebro responsáveis pelo autocontrole.

Quando você perde o autocontrole, perde a capacidade de lidar com o estresse.

Torna-se mais difícil para você se manter fora de situações estressantes e é provável que você mesmo crie tais situações (por exemplo, reagindo de forma exagerada às pessoas).

A pesquisa de Yale nos mostra por que tantas pessoas são sugadas para um ciclo progressivo de estresse cada vez maior, até que elas se esgotam completamente (ou pior).

O declínio do autocontrole é particularmente assustador quando você considera que o estresse afeta as funções fisiológicas do cérebro, contribuindo para doenças crônicas como hipertensão e diabetes.

E o estresse não para por aí – ele está ligado à depressão, obesidade e diminuição do desempenho cognitivo.

É assim que você deve fazer

Se você não tiver as ferramentas para manter sua ansiedade sob controle quando ela vir forte, você nunca atingirá todo o seu potencial.

Você pode melhorar a administração da ansiedade que inevitavelmente sente ao enfrentar situações difíceis e incertas. Você só precisa seguir os passos que as pessoas bem-sucedidas e capacitadas tomam para evitar que a ansiedade tome conta.

A principal coisa a se entender antes de começar é que você está realmente enfrentando a incerteza – o resultado do seu futuro ainda não foi decidido.

Cabe a você desenvolver as crenças e a resistência mental que farão de você um dos Empoderados.

Passo 1: Espere e se prepare para a mudança

Como pessoas bem sucedidas vencem o estresse

As pessoas mudam e as empresas passam por altos e baixos. É um fato que nem os Empoderados do estudo de Judge conseguem controlar. Eles se encontraram sem trabalho. Suas empresas caíram em tempos difíceis.

A diferença é que eles acreditam que são totalmente capazes de lidar com mudanças e fazer algo positivo acontecer.

Leia:  Asilo recria cenários do passado para estimular a memória dos idosos

Em outras palavras, eles estão mentalmente preparados para a mudança – e você também pode estar.

Se você não prevê mudanças naturalmente, precisara reservar algum tempo regularmente – semanalmente ou quinzenalmente – para criar uma lista de mudanças importantes que você acha que poderiam acontecer.

O objetivo dessa tarefa não é prever todas as mudanças que você enfrentará. Em vez disso, isso abrirá sua mente para a mudança e aguçará sua capacidade de detectar e reagir a mudanças iminentes.

Mesmo que os eventos em suas listas nunca aconteçam, a prática de antecipar e se preparar para a mudança lhe dará um maior senso de comando sobre o seu futuro.

Passo 2: Concentre-se em suas liberdades, não em suas limitações

Todos nós já tivemos o velho mantra de que “a vida não é justa” batido em nossas mentes desde que éramos jovens. Esse mantra é uma voz de desespero, ansiedade e inatividade passiva.

Embora seja verdade que às vezes temos a capacidade limitada de impedir que eventos negativos ocorram, nós somos sempre livres para escolher nossa reação.

Em sua lista de possíveis mudanças, anote desde o início todas as maneiras positivas pelas quais você pode agir e responder a cada mudança.

Você se surpreenderá com o controle que pode exercer em resposta a circunstâncias aparentemente incontroláveis.

Passo 3: Reescreva seu roteiro

O terceiro passo será o mais difícil, pois exige que você mude o modo de pensar ao qual você se acostumou.

Com o tempo, todos nós desenvolvemos roteiros mentais que passam por nossas cabeças e influenciam a maneira como nos sentimos sobre nossas circunstâncias e o que fazemos em resposta a elas.

Esses roteiros vão tão longe a ponto de nos dizer o que dizer e como agir em diferentes situações.

Para ter mais poder, você precisará reescrever seu roteiro.

Para fazer isso, lembre-se de um momento difícil pelo qual passou recentemente. Em que você acreditava, naquelas circunstâncias, que impedia você de aproveitar ao máximo aquela situação ou responder de forma mais eficaz?

Escreva esse roteiro e rotule como seu roteiro de azar.

Uma vez que a retrospectiva é 20/20, vá em frente e escreva um roteiro mental mais eficaz, o qual você gostaria de ter seguido. Este é o roteiro empoderado que você usará para substituir seu roteiro de azar.

Arquive-o para que você possa acessá-lo e estudá-lo sempre que enfrentar um estresse ou uma forte ansiedade. Quando você acessar seus roteiros, compare seu pensamento atual com seus roteiros de azar e empoderamento.

Isso o manterá honesto e permitirá que você ajuste seu raciocínio para operar com um roteiro empoderado.

Esses lembretes periódicos acabarão reescrevendo completamente seus roteiros, permitindo que você trabalhe a partir de um roteiro empoderado em todos os momentos.

Passo 4: Identifique e pare com a conversa interna negativa

Como pessoas bem sucedidas vencem o estresse

Um grande passo no controle do estresse e da ansiedade envolve interromper a conversa interna negativa. Quanto mais você remoer sobre pensamentos negativos, mais poder dará a eles.

A maioria dos nossos pensamentos negativos é apenas isso – pensamentos, não fatos.

Quando você se encontra acreditando nas coisas negativas e pessimistas que sua voz interior diz, é hora de parar e anotá-las. Literalmente pare o que você está fazendo e escreva o que você está pensando.

Se você reservar um momento para diminuir o ímpeto negativo de seus pensamentos, será mais racional e lúcido ao avaliar sua veracidade.

Pode apostar que suas declarações não são verdadeiras sempre que você usa palavras como “nunca” ou “pior”.

Se suas declarações ainda parecerem fatos quando estiverem no papel, leve-as a um amigo ou colega em quem confia e veja se ele ou ela concorda com você. Então a verdade certamente aparecerá.

Quando parece que algo sempre ou nunca acontece, essa é apenas a tendência de ameaça natural do seu cérebro, inflando a frequência ou a gravidade percebida de um evento.

Identificar e rotular seus pensamentos como pensamentos, separando-os dos fatos, ajudará você a escapar do ciclo de negatividade e ansiedade e a avançar para uma nova perspectiva positiva.

Passo 5: Conte suas bênçãos

Reservar tempo para contemplar o que você é grato não é meramente a coisa “certa” a ser feita; isso também diminui a ansiedade porque reduz o cortisol, o hormônio do estresse, em 23%.

Uma pesquisa conduzida na Universidade da Califórnia, em Davis, descobriu que as pessoas que trabalhavam diariamente para cultivar uma atitude de gratidão experimentaram melhor humor, energia e menos ansiedade devido aos níveis mais baixos de cortisol.

Juntando tudo

Ansiedade exagerada e empoderamento são mutuamente excludentes.

Toda vez que você for superado com muito estresse/ansiedade a ponto de limitar seu desempenho, basta seguir os cinco passos acima para se fortalecer e recuperar o controle.

Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado no Linkedin escrito pelo Dr Travis Bradberry.

Imagens: pexels.com e pixabay.com

Compartilhe este conteúdo com seus amigos!