Mente

Você não pode ser produtivo sem rotinas e rituais

Há poucas coisas que afetam tanto sua produtividade diária, sua trajetória profissional e o bem-estar geral, quanto suas rotinas.

Como Will Durant escreve em A História da Filosofia  (uma citação muitas vezes atribuída erroneamente a Aristóteles): “Nós somos o que fazemos repetidamente.”

Hoje sabemos a verdadeira extensão dessas palavras.

Segundo pesquisa, até 40% de nossas ações diárias são movidas por hábitos — as ações e rotinas inconscientes que desenvolvemos ao longo do tempo.

No entanto, rotinas não são a única coisa que precisamos para uma vida equilibrada.

A maioria de nós passa os dias pulando entre as tarefas.

Somos um designer pela manhã e, em seguida, um escritor de e-mail profissional e um participante de reunião no período da tarde.

E são nossos rituais — aquelas ações simbólicas realizadas em momentos chave — que nos ajudam a passar pelo dia tranquilamente.

rituais rotinas

Como estão suas rotinas e seus rituais? Crédito: Ivandrei Pretorius | Pexels

Como Maria Popova, fundadora do Brain Pickings , escreve, embora muito diferente na prática, a rotina e o ritual parecem ser dois lados da mesma moeda:

“Enquanto a rotina visa tornar o caos da vida cotidiana mais contido e controlável, o ritual visa embutir no mundano um elemento mágico. A estrutura da rotina nos conforta e a especialidade do ritual nos vitaliza.”

Então, como rotinas e rituais se encaixam no dia de trabalho moderno?

E como podemos desenvolver aqueles que maximizam nossa capacidade de realizar um trabalho significativo?

Como construir uma rotina de trabalho que você realmente quer seguir

Em sua forma mais básica, uma rotina é uma série de ações seguidas regularmente.

Você pode ter uma rotina matinal composta das coisas que você faz assim que acorda (tomar banho, fazer o café da manhã, planejar seu dia, dirigir para o trabalho).

Ou uma rotina noturna que ajuda você a relaxar e desconectar do trabalho.

Todos nós temos rotinas (quer as reconhecemos ou não). No entanto, nem todos conscientemente elaboram suas rotinas para maximizar seu tempo.

É por isso que muitas pessoas estão interessadas nas rotinas de empreendedores e criativos de sucesso.

Achamos que seguir os mesmos passos trará os mesmos resultados.

Mas seguir cegamente as rotinas de outra pessoa não fará com que você seja tão produtivo quanto ela.

A correlação não é causalidade, não é porque o CEO da Apple acorda às 3:45 da manhã todas as manhãs que essa seja a razão do seu sucesso.

Em vez disso, a rotina diária de maior sucesso é aquela que funciona para você.

No trabalho, isso significa compreender os fluxos e refluxos naturais do corpo. Planejando um trabalho significativo quando você é mais adequado para isso.

E proteger seu tempo e atenção de interrupções, distrações e muitas reuniões.

O que é importante não é a natureza exata da sua rotina, mas sim que você tem uma e a cumpre.

Os rituais nos ajudam a mudar nossa atenção para onde é mais necessário

Enquanto as rotinas nos mantêm ancorados, nem sempre fazem muito para nos ajudar a passar pelo dia.

Embora você possa rotineiramente passar a primeira hora do dia escrevendo antes de suas reuniões matinais, seu cérebro nem sempre permite uma pausa tão limpa entre as tarefas.

Isso acontece graças ao que é chamado de “resíduo de atenção”.

Como escreve o autor do Trabalho Focado, Cal Newport , enquanto você pode alternar rapidamente da tarefa A para a tarefa B no trabalho:

“Sua atenção não te segue imediatamente — um resíduo da sua atenção permanece preso pensando na tarefa anterior.”

Para superar esse resíduo de atenção, precisamos de alguma maneira dizer formalmente:

“Eu terminei de trabalhar nesta tarefa por enquanto e é hora de passar para a próxima.”

É aí que entram os rituais.

Os rituais são comportamentos repetidos como rotinas (podem até ser parte de sua rotina).

No entanto, eles estão carregados de um significado mais profundo além de apenas uma seqüência de ações.

Pense em rituais religiosos ou tradições familiares. Esses rituais significam uma mudança ou momento de importância que devemos tomar nota.

Como trazer rituais para o seu dia de trabalho

Há momentos-chave durante o dia de trabalho em que os rituais podem ajudar a guiar você e aliviar os resíduos de atenção.

Pense em mudar da atividade de escrever um documento para ter uma reunião.

Leia:  Se você deixa seu iPad com seus filhos no almoço, este texto é para você

As expectativas mentais entre os dois são incrivelmente diferentes.

E precisamos de alguma maneira de nos desconectar de nossas palavras e nos envolver com a pessoa à nossa frente.

Então, o que você faz?

A resposta simples é: praticamente qualquer coisa.

Os rituais são profundamente pessoais.

Você poderia dar um passeio rápido, pegar uma xícara de café ou guardar seu laptop.

A ação em si não importa tanto quanto o que ela simboliza para você — que você termina uma parte do seu dia e está pronto para passar para a próxima.

Agora, eu entendo se você é cético.

Mas pesquisas descobriram que os rituais ajudam no autocontrole, podem aliviar o desapontamento depois de ouvir notícias difíceis e podem até reduzir a ansiedade antes de tarefas estressantes e melhorar nosso desempenho.

Parte disso é porque nossos comportamentos nos levam a conclusões sobre nós mesmos.

Quando repetimos um ritual associado a uma determinada tarefa, isso nos diz que somos disciplinados, motivados e focados.

Como Francesca Gino e Michael I. Norton, cientistas comportamentais da Harvard Business School, escrevem:

“Apesar da ausência de uma conexão causal direta entre o ritual e o resultado desejado, a realização de rituais com a intenção de produzir um determinado resultado parece ser suficiente para que esse resultado se torne realidade.”

Os mais interessantes (e bizarros) rituais de criativos, empreendedores e líderes

Rotinas são fáceis de explicar.

Mas os rituais muitas vezes parecem muito estranhos para as pessoas do lado de fora.

Pense na relação entre atletas e superstição.

É difícil acreditar que alguém realmente pense que fazer barba durante os torneios ou não trocar de meias irá ajudá-los a vencer.

Mas eles fazem isso de qualquer forma.

Para ajudar você a se sentir menos envergonhado, aqui estão alguns dos mais interessantes (e alguns totalmente bizarros) rituais de artistas, empresários e criativos:

Simone de Beauvoir, escritora, sempre corrigia o trabalho do dia anterior antes de lançar algo novo:

“Se o trabalho está indo bem, passo um quarto ou meia hora lendo o que escrevi no dia anterior e faço algumas correções. Então eu continuo de lá. Para pegar o tópico eu tenho que ler o que eu fiz .”

Winston Churchill, político, tirava uma soneca no final da tarde para separar seu trabalho matinal de seu trabalho noturno:

“Às 5 da tarde, depois de outro uísque e refrigerante, ele ia dormir por uma hora e meia. Ele dizia que essa sesta, um hábito adquirido em Cuba, permitia que ele trabalhasse 1 dia e meio a cada 24 horas. Às 18h30, ele acordava, tomava banho novamente e se vestia para jantar às 20h.”

Stephen King, escritora, cria o mesmo ambiente de trabalho todas as manhãs antes de começar a se colocar no estado de espírito certo:

“Há certas coisas que faço sempre para me sentar para escrever. Eu tenho um copo de água ou uma xícara de chá. Por um tempo eu me sento, das 8:00 às 8:30, em algum lugar dentro dessa meia hora todas as manhãs. Eu tenho minha pílula de vitamina e minha música, sento no mesmo lugar, e os papéis estão todos organizados nos mesmos lugares. O objetivo cumulativo de fazer essas coisas da mesma maneira todos os dias parece ser uma maneira de dizer à mente que você estará sonhando em breve.”

O autor Will Self fuma e bebe chás e cafés estranhos. Como ele explica no The Guardian:

Pergunta: “Na sua linha de trabalho, você gasta muito do seu tempo sozinho. Como você sobrevive?”

Resposta: “Rituais. Fumando — cachimbos, charutos, marcas especiais, acessórios, toda a besteira. Café, chá, infusões estranhas…”

E do outro lado do espectro, Picasso recusou-se a jogar fora seus recortes de unha e outros detritos do corpo por “medo de desperdiçar sua essência”.

Enquanto Charles Dickens sempre dormia voltado para o norte, acreditando que melhorava sua criatividade.

Rotinas alimentam seu dia, mas os rituais ajudam você a passar por eles

Os dias têm um jeito engraçado de passar sem que percebamos.

E enquanto as rotinas nos ajudam a sentir o controle do nosso tempo, os rituais garantem que nos atenhamos aos nossos planos.

Às vezes, são as ações mais simples que nos ajudam a vencer o dia e permanecer motivados.

___

Este texto foi publicado originalmente no Rescue Time, por Jory Mackay. Adaptação feita por Awebic. Saiba mais sobre o trabalho de Mackay aqui.