Mente

Quebre o ciclo de estresse e distração usando sua inteligência emocional

Ser capaz de se concentrar nos ajuda a ter sucesso.

Seja para nos concentrarmos e nos sintonizarmos com nossas intuições e valores ou para navegarmos pelo mundo ao nosso redor, aprimorar nossa atenção é um recurso valioso.

Com muita frequência, porém, nosso foco e atenção são sequestrados, nos deixando esgotados, esquecidos e incapazes de nos concentrar.

No meu trabalho de coaching com executivos, esses são os tipos de declarações que mais ouço quando eles perdem o foco (eu mesmo posso ter falado algumas delas):

“Eu me sinto completamente sobrecarregado.”

“Minha carga de trabalho é insana e nunca há tempo suficiente para fazer as coisas quando estou em reuniões e lidando com questões urgentes durante todo o dia.”

“Estou mentalmente exausto pela pressão e distrações constantes no meu consultório. Eu simplesmente não consigo me concentrar.”

Distrações constantes e falta de tempo certamente interrompem nosso foco, mas o estresse também desempenha um papel importante.

O estresse crônico inunda nosso sistema nervoso com cortisol e adrenalina, o que causa um curto-circuito nas funções cognitivas importantes.

Pesquisadores estudaram os efeitos negativos do estresse no foco, memória e outras funções cognitivas por décadas.

Os resultados são consistentes – o estresse de curto prazo eleva os níveis de cortisol (o chamado hormônio do estresse) por períodos curtos e pode impulsionar nossa adrenalina e nos motivar a atuar de forma mais eficiente em resposta a prazos iminentes.

Estresse de longo prazo, no entanto, pode levar a aumentos prolongados no cortisol e pode ser tóxico para o cérebro.

Os cientistas também suspeitam que altos níveis de cortisol durante um longo período de tempo são um fator-chave para a doença de Alzheimer e outras formas de demência.

Quando não conseguimos nos concentrar no trabalho por causa de distrações, isso pode nos levar a nos sentirmos estressados ​​por não sermos produtivos, o que nos faz concentrar menos, alimentando ainda mais o ciclo.

Infelizmente, a maioria de nós não percebe nosso foco em declínio até ficarmos completamente sobrecarregados. Quando a exaustão mental e emocional se instala, drena ainda mais a nossa capacidade de concentrar e recordar informações.

Felizmente, existem coisas que podemos fazer para quebrar o ciclo.

Descobri em minha pesquisa que uma das razões pelas quais algumas pessoas perdem o controle e outras não é porque usam sua inteligência emocional (IE) para controlar seu estresse.

Você pode usar essas mesmas competências, em especial a autoconsciência e o autogerenciamento, para melhorar seu foco.

Como sair do ciclo de estresse e distração

Comece usando sua autoconsciência para ajudá-lo a perceber várias coisas:

– Por que você se sente estressado ou ansioso: Antes que você possa lidar com o estresse, você precisa saber o que está causando.

Por mais simples que possa parecer, pode ser útil fazer uma lista das fontes do seu estresse. Anote cada coisa em sua vida e no trabalho que está causando ansiedade.

Você pode categorizar itens em coisas que você tem a capacidade de mudar e coisas que não tem. Para os estressores da última categoria, você precisará descobrir como mudar sua atitude em relação a eles.

– Como você perde sua capacidade de se concentrar: Segundo o psicólogo clínico Michael Lipson, você pode aprender a aprimorar seu foco, compreendendo como exatamente sua concentração se desvia em primeiro lugar.

Ao prestar atenção aos padrões que levam à sua falta de foco, você pode começar a desenvolver sua capacidade de ignorar as distrações e manter seu ponto de atenção original.

– Como você se sente quando não consegue se concentrar: Você fica ansioso quando não consegue se lembrar de informações quando precisa – talvez durante uma entrevista de emprego, uma apresentação de alto risco ou uma reunião importante com o cliente?

Você se sente tenso e atordoado quando está quebrando a cabeça tentando encontrar as palavras certas para um e-mail importante?

Estas podem ser pistas que você está mais estressado do que pode perceber, e que a sua incapacidade de se concentrar está causando ainda mais estresse.

Leia:  12 hábitos noturnos que merecem ser desenvolvidos

– Quando você perde sua capacidade de se concentrar: Se, por exemplo, você ficar preocupado com alguma coisa enquanto estiver dirigindo a 100 km/h na estrada com um carro cheio de crianças, estará colocando a si mesmo e aos outros em perigo real.

Isso pode ser um alerta para trazer sua atenção de volta ao que você está fazendo e tomar uma decisão de pensar sobre suas preocupações mais tarde.

Uma vez que você tenha aumentado sua consciência do que está causando estresse e como e quando perde seu foco, você pode usar as seguintes estratégias, que dependem das suas habilidades de autogerenciamento, para fazer escolhas melhores que o mantenham focado.

Como sair do ciclo de estresse e distração

1. Faça um detox digital: Na pesquisa Stress in America de 2017, a American Psychological Association (APA) descobriu que “verificadores constantes” – pessoas que checam seus e-mails, mensagens e mídias sociais de forma constante – experimentam mais estresse do que aqueles que não o fazem.

Mais de 42% dos entrevistados atribuem seu estresse às discussões políticas e culturais nas mídias sociais, em comparação com 33% dos “verificadores não constantes”.

Embora possa parecer impossível tirar uma folga da tecnologia, a APA diz que, periodicamente, desconectar ou limitar seu acesso digital pode ser ótimo para sua saúde mental.

2. Descanse seu cérebro: A maioria de nós tem experimentado noites sem dormir causadas por remoer eventos passados, ou medos e ansiedades sobre o futuro.

Mas quando você junta todas essas noites, a privação de sono pode se instalar, dificultando o foco e o desafio de receber e relembrar informações. Nossa interpretação de eventos e nosso julgamento também podem ser afetados.

A falta de sono pode afetar negativamente nossas decisões, pois prejudica nossa capacidade de avaliar com precisão uma situação, planejar adequadamente e se comportar adequadamente.

Se comprometer com as 7 a 8 horas de sono recomendadas a cada noite pode parecer impossível quando você está estressado e sobrecarregado, mas a recompensa vale a pena.

3. Pratique a atenção plena: A pesquisa sobre atenção plena é clara e convincente.

Ter uma prática de atenção plena diminui nossa tendência de tirar conclusões precipitadas e ter reações instintivas das quais podemos nos arrepender mais tarde (e potencialmente causar mais estresse).

O neurocientista Richard Davidson diz que “a atenção plena estimula a rede de atenção clássica no sistema fronto-parietal do cérebro, que trabalha em conjunto para alocar atenção”.

Em outras palavras, a atenção plena é a chave para a resiliência emocional, que é um fator essencial na nossa capacidade de se recuperar rapidamente do estresse.

Não se preocupe, você não precisa ser um iogue experiente para praticar a atenção plena.

4. Mude seu foco para os outros: Quando nos fixamos em nossas próprias preocupações e medos, isso pode tirar nossa atenção daqueles com quem nos importamos.

Estudos (inclusive meus) mostram que mudar nosso foco para os outros produz efeitos fisiológicos que nos acalmam e fortalecem nossa resiliência.

Se prestar mais atenção aos sentimentos e necessidades das outras pessoas e demonstrar preocupação com elas, você não só pode tirar sua mente do estresse, mas também colher os benefícios de saber que está fazendo algo significativo para alguém de quem gosta.

Muitas pessoas acham que precisam trabalhar mais quando se esforçam para se concentrar. Mas esta estratégia é susceptível de sair pela culatra.

Em vez disso, preste atenção às causas de seu estresse e incapacidade de se concentrar e, em seguida, tome ações que promovam melhorias nas funções cerebrais específicas que impulsionam a concentração e a conscientização.

Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Harvard Business Review, escrito por Kandi Wiens.

Imagens: pexels.com e pixabay.com

Gostou do conteúdo? Então comente e compartilhe-o com seus amigos