Mente

Como acalmar o seu filho: um guia para diferentes faixas etárias

Crianças precisam sentir seus próprios sentimentos, mas com frequência elas se sobrecarregam com eles.

Quando elas estão visivelmente chateadas é quando os pais tendem a aparecer e oferecer conforto, talvez com palavras ou abraços (ou, tudo bem, às vezes com biscoitos e YouTube). Mas é ainda mais importante ensiná-las a como se acalmarem.

A psicoterapeuta Amy Morin, que escreveu o livro “13 Coisas que as Pessoas Mentalmente Fortes não Fazem”, diz que para ser capaz de lidar com estresse, raiva, frustração e ansiedade é necessário um conjunto de habilidades específico.

E é aqui que entra o treinamento cerebral.

As habilidades acadêmicas ou talentos atléticos de uma criança só a levará até certo ponto”, Morin diz. “Uma criança que não consegue controlar seu temperamento ou uma que não consegue lidar com frustração não será capaz de ser bem-sucedida.”

Em seu livro, Morin compartilha algumas táticas de visualização para controlar grandes emoções. Aqui está como você pode ensinar crianças a acalmarem suas mentes e corpos em qualquer idade.

Crianças com idade pré-escolar: “Pare e sinta o cheiro da pizza”

Como acalmar seus filhos

Respirações lentas e profundas podem relaxar o corpo e reduzir sentimentos de raiva.

Quando as crianças estiverem chateadas, ensine-as a “parar e sentir o cheiro da pizza” (ou se elas não gostarem de pizza por alguma razão, tente uma torna, bolinhos de canela, biscoitos de chocolate ou bacon – hmmm, bacon).

Funciona assim:

  1. Respire pelo seu nariz, como se estivesse cheirando um pedaço de pizza.
  2. Então solte pela sua boca, como se estivesse esfriando a pizza.
  3. Repita este exercício várias vezes, devagar, para acalmar o corpo e o cérebro.

Morin diz que, com o tempo, elas aprenderão a fazer isso sozinhas, com menos lembretes de você. Outra alternativa é ensiná-las a “respirar como as bolhas”.

Leve-as para fora e faça algumas bolhas de sabão. Então peça para elas mostrarem a você como criar a maior e mais incrível bolha de sabão – para isso, provavelmente elas irão respirar fundo e soltar devagar.

Quando elas estiverem chateadas, lembre-as de “respirar como as bolhas”. Respirar fundo e soltar devagar.

Crianças com idade escolar: “Mude o canal”

Como acalmar seus filhos

Em seu escritório de terapia, Morin ensina crianças uma extensão do famoso “experimento do urso branco”. É chamado “mudar de canal” e funciona assim:

  1. Diga para seu filho pensar em ursos brancos durante trinta segundos. Isso pode incluir qualquer coisa, de ursos polares até ursinhos de pelúcia.
  2. Fique em silêncio e deixe seu filho imaginar os ursos. Quando acabar o tempo, diga para parar.
  3. Então, diga ao seu filho para pensar em qualquer coisa pelos próximos trinta segundos. Mas diga que ele não pode pensar em ursos brancos.
  4. Espere trinta segundos e pergunte como ele se saiu. A maioria das crianças vai dizer que ursos brancos permaneceram em suas mentes. Se o seu filho disser que conseguiu evitar pensar em ursos brancos, pergunte como ele conseguiu.
  5. Então, de ao seu filho uma tarefa simples para fazer nos próximos trinta segundos. Eu dou para a criança um baralho e digo para ela separar o baralho por número, ou naipe ou algo nesse sentido. Seja qual for a tarefa que você der, tenha certeza que será algo que exigirá toda a atenção dela, se ela quiser acelerar para cumprir dentro dos trinta segundos.
  6. Quando acabar o tempo, diga para parar. Então, pergunte o quanto ela pensou sobre ursos brancos durante a tarefa. Se ela for como a maioria das pessoas, provavelmente dirá que não pensou em nenhum momento.

Se uma criança estiver remoendo sobre algo que a chateia, ocupar-se com algo pode ser a chave para ajudá-la a se sentir melhor”, escreve Morin. “… Assim como a TV, se o canal passando na cabeça dela não é útil, ela precisa mudar de canal para algo mais produtivo.”

Quando as crianças entendem o conceito, você pode apenas dizer para “mudar de canal” sempre que precisarem de uma mudança mental.

Leia:  Se você quer ser feliz no trabalho, tenha uma vida fora dele.

Morin ressalta que mudar de canal somente pode ser usado quando a criança está se sentindo presa, ou se suas emoções estão se tornando destrutivas.

Sentimentos de tristeza não são ruins. Se as crianças querem falar, deixe-as e escute-as.

Adolescentes: “Alongar o pavio”

Como acalmar seus filhos

Como os adultos, adolescentes podem se irritar e facilmente perder o controle devido a uma série de gatilhos – uma nota baixa na prova, um dia ruim no treino, não ser convidado para uma festa, não dormir o suficiente.

Morin sugere para fazer com que eles pensem em si mesmos como um pavio:

Ensine seu adolescente a como alongar seu pavio. Conversar com um amigo, ouvir sua música favorita ou fazer um pouco de yoga pode ajudar a reduzir o estresse.

Ajude-o a identificar as coisas que podem ajudá-lo a lidar com o estresse de uma maneira saudável. Compartilhe as estratégias que ajudam você a alongar o pavio em um dia difícil.

Discuta como reconhecer quando ele estiver com o pavio curto. Talvez ele se irrite quando alguém fala com ele. Ou talvez ele comece a bater os dedos ou andar de um lado para o outro.

Fale sobre os sinais de alerta que você experiencia quando está com o pavio curto.

Então, explique como todos têm opções quando estão estressados, cansados ou tendo um dia ruim. E todos podem seguir alguns passos para alongar o pavio.

Morin acredita que ensinar as crianças a regularem suas emoções pode ajudá-las a tornarem-se adultos que só colocam energia em coisas que podem controlar.

Esta é uma boa meta.

Qual sua tática para acalmar seus filhos? Funciona? Comente!

Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Offspring escrito por Michelle Woo.

Imagens: pexels.com e pixabay.com

Compartilhe este texto com seus amigos!