Você tem medo de estar perdendo algo importante na sua vida?
Humanidade

Você tem medo de estar perdendo algo importante na sua vida? Conheça a FOMO.

Calma. É normal.

Todos os dias somos bombardeados com sugestões do que deveríamos fazer (andar de jet ski, estudar no exterior, viajar para Paris ou visitar as Pirâmides do Egito).

Estamos sempre em contato com as coisas MARAVILHOSAS que os amigos fizeram ou lugares INCRÍVEIS que eles visitaram.

Sempre tem aquele bar que todos já foram, aquele casamento especial decorado de acordo com as últimas tendências do mercado, aquela praia da Nova Zelândia que todos já conhecem…

giphy (2)

São pistas infinitas do apelo de uma boa vida em outros lugares. Tal apelo ficou ainda mais evidenciado com as redes sociais: as fotos imperdíveis em nossas timelines estão aí para provar que a vida lá fora parece bem mais legal!

FOMO (Fear of Missing Out – Medo de Não Estar Presente)

O mundo moderno faz questão que saibamos o tempo todo quanta coisa boa está rolando pelo mundo afora e o quanto estamos perdendo.

É uma cultura que instila doses intensas de FOMO, o Medo de Não Estar Presente.

Basicamente, há duas maneiras de se olhar para a FOMO: romântica ou clássica. Veja abaixo como cada uma delas funciona.

Visão Romântica

Para aqueles que percebem a FOMO sob uma ótica romântica, não estar presente faz com que sintam uma agonia intensa.

Em algum lugar lá fora há um grupo de pessoas interessantes, descoladas e atraentes levando uma vida que deveria ser SUA.

Afinal de contas, você ficaria tão feliz se pudesse estar ali, naquela festa, com aquelas pessoas. Ou trabalhando naquela agência moderna e incrível; ou mesmo fazendo aquela viagem ao redor do mundo.

O romântico sente vontade de cair no choro.

Na sua mente, existe uma ideia de uma área definida onde as coisas mais excitantes estão acontecendo. Por um tempo, essa área foi Nova York. Depois passou a ser Berlin. Depois Londres. Amanhã poderá ser a Austrália – ou o Rio!

Para os românticos, a humanidade está dividida em um grande grupo formado por pessoas medíocres e a tribo dos eleitos: artistas, empresários, as pessoas “it” e o grupo criativo que lida com tecnologia.

Perceber o mundo de forma romântica pode ser bastante cansativo para a alma. As pessoas “comuns” te tiram do sério: como podem aceitar uma vida tão sem sal?

Como elas não se coçam para mudar para cidades mais agitadas?

Às vezes, você é até grosso com essas pessoas. Você as evita como se fossem portadoras de uma doença contagiosa. Afinal de contas, ficar perto de pessoas que não são glamorosas e que não têm um pingo de ambição pode ser fatal!

backoff

Visão Clássica

As pessoas que percebem o mundo sob uma visão clássica reconhecem que há coisas verdadeiramente maravilhosas acontecendo no mundo, mas duvidam que os sinais óbvios de glamour sejam o guia ideal para encontrá-lo.

Eles gostam de pensar que o melhor livro do mundo não está ganhando prêmios ou encabeçando a lista dos best-sellers. Na verdade, o melhor livro do mundo pode estar sendo escrito neste exato momento por uma mulher com artrite nas mãos e que mora em uma cidadezinha comum.

As pessoas clássicas têm total consciência que as boas qualidades coexistem com as qualidades mais corriqueiras e comuns. É tudo junto e misturado!

giphy (4)

Pessoas com gostos lamentáveis podem ter insights extraordinários! Diplomas não são atestados de verdadeira inteligência. Pessoas famosas podem ser sem graça.

Pessoas misteriosas podem ser notáveis.

Para os clássicos, tomar um coquetel delicioso em uma festa perfeita pode deixá-los tristes e ansiosos. Eles podem ter conversas profundas com suas tias velhinhas e noveleiras.

O temperamento clássico também sofre do Medo de Não Estar Presente, mas a lista de coisas que eles têm medo de perder incluem coisas do tipo: não conhecer realmente os pais de um amigo; saber lidar com a solidão; descobrir o real significado que suas músicas preferidas têm; não ser capaz de conversar com uma criança de 7 anos, etc.

Como essas almas sábias sabem bem, uma pessoa pode mesmo não estar presente nas coisas importantes da vida se estiver sempre procurando estímulos em outros lugares, como sair correndo para ir àquele bar da moda com um elevador transparente lotado com as pessoas mais criativas da cidade.

Clique no play para assistir a um vídeo incrível sobre esse texto. Lembre-se de habilitar as legendas no menu do vídeo.

Veja o vídeo no YouTube.

Fonte: thebookoflife.org.

E você? Faz parte do grupo dos Românticos ou dos Clássicos? Deixe seu comentário! Nós queremos te ouvir!

Se gostou dessa história, compartilhe-a com seus amigos.

Nós curtimos você. Você nos curte de volta? ❤️



Nossas sugestões pra você

Clique para comentar

Deixe um comentário


Nossos fãs estão curtindo:

Ir Topo