Corpo

8 leis do Karma que pouca gente conhece (e fazem uma grande diferença em nossas vidas)

Existe uma expressão em inglês de que gosto muito: Karma is a bitch.

No bom português, é algo como “karma é uma desgraça”.

Geralmente dizemos isso para lembrar que toda ação que fazemos tem uma ação semelhante em retorno.

Brincadeiras à parte, a ideia de que toda ação tem uma reação correspondente em nossas vidas já foi explorada à exaustão por filósofos, religiosos e escritores.

Neste artigo vamos explorar oito leis pouco conhecidas sobre karma. Estas leis farão você refletir sobre o que damos ao universo, às pessoas à nossa volta e que desejamos da vida.

Em um artigo do site Higher Perspectives, a autora faz uma comparação interessante: para ela, a vida é como uma caixa.

Quando fazemos coisas boas, colocamos uma coisa boa dentro dessa caixa.

Quando fazemos coisas ruins, vai uma coisa ruim para dentro dessa mesma caixa. A mesma coisa para as ações neutras. Karma nada mais é do que a força do Universo que movimenta e devolve para nós o que está dentro desta caixa.

Assim, quanto mais ações positivas, mais coisas boas nos serão “entregues” pelo Karma.

É uma explicação simples para um processo intrincado e complexo. Estas oito leis, se adotadas honestamente, promovem um verdadeiro processo de cura e mudança em nossas vidas.

Que tal tentar?

1. Lei da Humildade

A lei da humildade diz que, se não aceitamos que determinada coisa acontece em nossas vidas, essa coisa não vai mudar. Encarar um problema como uma espécie de inimigo nos impede de estarmos focados e nenhum progresso será feito. Ou seja: ser humilde e praticar a aceitação é o começo da resolução de um problema.

2. Lei da Criação

Esta lei define que nada acontece sozinho. É preciso a nossa participação efetiva. Ou seja, não adianta desejar sem efetivamente agir. O segredo está em sermos nós mesmos, ouvir nossa voz interior e promover a mudança com atitudes.

Leia:  Pintora retrata os signos do zodíaco através de quadros surreais

3. Lei do Crescimento

Não adianta querer mudar o mundo e o que está em volta de nós. Para crescer, é preciso que você mesmo mude. Essa mudança não está em nada externo, vem de dentro de você. Isto me lembra um verso de uma música: “Quando a gente muda, o mundo muda com a gente”.

4. Lei da Responsabilidade

Quando há algo errado em nossa vida, há algo errado com a gente. Somos responsáveis por nós mesmos! É preciso assumir essa responsabilidade e entender que ninguém fará mudança nenhuma por nós. É, como se diz popularmente, “assumir as rédeas de nossas vidas”.

5. Lei da Conexão

Tudo no Universo está conectado. Quando damos um passo, o pé direito e o pé esquerdo se movimentam em harmonia, certo? É a mesma coisa com a vida: quando nos movimentamos e procuramos a mudança, tudo começa a se encaixar, no seu devido tempo.

6. Lei da Doação

Para receber, é preciso dar. Uma atitude positiva, cheia de bondade, compaixão traz de volta todas as coisas boas relacionadas a essa atitude. Se você cruza os braços e não se mantém aberto para o mundo, as portas desse mundo nunca irão se abrir. A beleza do seu mundo é você mesmo quem cria.

7. Lei do Foco

Esqueça essa história de que ser multitarefa é o ideal. Concentre-se em fazer uma coisa por vez. Fale quando tiver de falar, e mantenha-se quieto para ouvir. Quando perdemos o foco, nosso mundo fica caótico.

8. Lei da Presença

Se é importante olhar para o passado para entender como chegamos até aqui, é igualmente importante viver o momento presente e não se preocupar demais com o futuro. O momento certo de agir é agora!

Fonte: higherperspectives.com, pixabay.com.

Isso faz sentido para sua vida?

Deixe seu comentário abaixo. Nós queremos saber a sua opinião. ;-)