Quando seu irmão não pode adotar, ela ofereceu a própria barriga
Humanidade

Quando seu irmão não pode adotar, ela ofereceu a própria barriga

Em junho deste ano, Ashlee Mataele deu à luz ao primeiro filho de seu irmão David.

É isso mesmo que você leu.

Uma mulher aceitou carregar o filho de seu irmão por 9 meses na barriga.

Mas, calma, entenda a história…

Após várias tentativas de adoção e de encontrar uma barriga de aluguel, David e seu companheiro Brendan estavam quase desistindo do sonho de formar uma família.

ashlee01

Tudo o que o casal mais queria era ter um filho, não importava a maneira: estavam dispostos a adotar e dar à criança um lar saudável e cheio de amor.

ashlee09

Porém, a burocracia e os obstáculos encontrados (mesmo para o caso de uma gestação em barriga de aluguel) dificultaram a realização desse desejo.

Ao ver a decepção e a frustração de David, Ashlee decidiu ajudar.

ashlee02

Sendo mãe de três crianças, Ashelee sempre soube que queria ser mãe. Ver alguém que amava ter a vontade de formar uma família sem conseguir deu a ela a coragem de tomar uma decisão.

Por isso, ela se ofereceu para ser a barriga de aluguel para o irmão e seu marido.

ashlee03

“Algumas pessoas acham estranho eu dar à luz um filho do meu irmão, mas para mim isso é uma honra”, diz.

David e Brendan saíram em busca de uma doadora de óvulos, e o embrião foi implantado no útero de Ashlee. Ela ficou grávida na primeira tentativa.

ashlee08

“Quando me tornei adulta, tudo o que queria era ser mãe”, conta Ashlee.

“Perguntavam para mim se eu seria capaz de entregar meu bebê ao nascer, mas isso nunca me preocupou. Sou a tia, e não a mãe dele.”

Gratidão em família

ashlee04

Para o casal, a decisão de Ashlee foi um presente que eles jamais poderão agradecer o suficiente. O preconceito sofrido pelo fato de serem homossexuais era um obstáculo que parecia ser impossível de ser removido.

ashlee07

“Quando começamos a procurar isso [a adoção e depois a mãe de aluguel] o sistema parecia surgir com cada vez mais exigências por sermos um casal homoafetivo. Pensei de verdade que jamais iríamos conseguir”, conta Brendan.

ashlee05

Ao ver David e Brendan tão felizes e cheios de amor pelo filho Raylee, pensamos que o mundo pode estar cheio de ódio, mas um gesto de amor como o de Ashlee nos faz acreditar novamente que ainda há bondade entre as pessoas.

ashlee06

Fontes: dailymail.co.uk, littlethings.com.

Gostou de conhecer essa história? Compartilhe com seus amigos!

Nós curtimos você. Você nos curte de volta? ❤️



Nossas sugestões pra você

Clique para comentar

Deixe um comentário


Nossos fãs estão curtindo:

Ir Topo