Humanidade

Os introvertidos não odeiam as pessoas, eles odeiam conversas vazias

Por um longo período de minha vida, eu vivi convencido de que não gostava das pessoas.

Como adolescente eu tinha certeza de que socializar simplesmente não era para mim e que eu teria que me acostumar com isso e aprender a viver cercado por pouquíssimas pessoas.

“Afinal, ninguém é perfeito, certo?”

Eu costumava dizer isso para mim mesmo sempre que era convidado para uma festa de aniversário ou alguma celebração da escola.

Eu tinha que ir. E não havia para onde correr.

Então o inevitável aconteceria e eu seria forçado a ter conversas fúteis com dezenas de pessoas.

Isso era horrível para mim.

Introvertidos não odeiam as pessoas, mas sim conversas vazias 2

Eu pensava que o problema estava nas outras pessoas. Eu pensava que odiava as pessoas e que deveria evitá-las

À medida que fui crescendo, eu dizia a todos que não era uma pessoa muito sociável.

Às vezes eu dizia odiar as pessoas e preferir os animais apenas para evitar ir a uma festa ou a algum encontro casual.

Logo eu descobri que eu não era o único. Li vários artigos e vi várias pessoas compartilhando memes sobre isso nas redes sociais.

Pessoas introvertidas usam isso como mecanismo de enfrentamento ou apenas como desculpa para se esconderem durante uma situação social desconfortável.

E, por que as pessoas gostem de apresentar isso como algo legal, não é.

Toda essa forma de agir é apenas uma desculpa para não ter que encarar uma conversa vazia.

Na realidade, os introvertidos fariam qualquer coisa além disso para evitá-las.

São as conversas vazias que me irritam, não as pessoas.

Introvertidos não odeiam as pessoas, mas sim conversas vazias 3

Na verdade, as pessoas introvertidas não gostam de ficar sozinhas o tempo todo. Nós apenas não gostamos de nos socializarmos de forma superficial.

Para mim, é difícil encontrar amigos devido ao primeiro encontro, que é verdadeiramente aterrorizante.

Eles gostarão de mim ou não? Eles me julgarão?

Será que eles podem notar que estou nervoso?

Os milhões de pensamentos que passam pela minha cabeça durante a conversa não permitem que eu seja eu mesmo. Eu luto para encontrar as palavras certas.

E então eu decido me esconder.

Você não pode ficar sempre em casa.

No entanto, sei que isso é algo com que eu tenha que viver. Eu não quero ir à academia, mas eu devo fazer isso pela minha saúde.

Eu não quero fazer muitas coisas que incluem socializar, mas é crucial ter encontros sociais de vez em quando.

Afinal, somos animais sociais que precisamos uns dos outros para nos sentirmos completo, certo?

É por isso que busco o equilíbrio.

Introvertidos não odeiam as pessoas, mas sim conversas vazias 1

Há períodos em que minha ansiedade é mais forte do que eu e eu a deixo vencer.

Leia:  Fotógrafo colore fotos que denunciavam o trabalho infantil no passado

Mas também há tempos em que eu decido superar o medo de desconforto e saio para conhecer novos amigos, pois sei que valerá a pena.

Eu sei que todos têm uma zona de conforto e que todos precisam deixá-la alguma hora para seu próprio bem.

Sim, minha zona de conforto é maior e mais forte para lutar contra, mas não é impossível alcançar os benefícios e malefícios fora dela.

Afinal, eu nunca teria conhecido meus melhores amigos se eu não tivesse saído da minha zona de conforto em primeiro lugar.

É claro que tive conversas que não acabaram tão bem e que não levaram a uma amizade mais forte, mas isso não é motivo para pular fora e esquecer todo meu empenho durante esses anos.

Se socializar é muito mais do que passar o tempo.

Pessoas extrovertidas podem não compreender o que socializar realmente significa para os introvertidos.

Não é apenas passar um tempo com alguém. Não é gastar todo seu Domingo com seus amigos sem fazer nada.

Para nós, nunca poderia ser algo tão casual. E eu percebi que nunca será.

Eu me sinto mais confortável quando estou sozinho.

Introvertidos não odeiam as pessoas, mas sim conversas vazias 4

Eu não me sinto entediado quando estou sozinho – eu gosto de ficar sozinho.

E nunca poderia me sentir tão confortável com alguma outra pessoa.

Isto pode soar ridículo para você, mas eu sei que pessoas introvertidas como eu sabem do que estou falando.

Eu ainda não alcancei a fase onde me socializar é algo natural. Para mim, socializar ainda é um objetivo de longo prazo.

Comparecer a festas e conhecer pessoas ainda não é a coisa mais realizadora em minha vida. Isso demanda um intenso processo de preparação.

Conversar com alguém sobre minha vida e problemas pessoais tomando uma xícara de café em algum lugar silencioso ainda é meu objetivo final.

Mas, para alcançar tal objetivo, eu tenho que passar por diversas conversas rasas com inúmeras pessoas.

Pode parecer estranho pra você, mas esse é o maior desafio para mim.

E eu nunca desisto.

Às vezes eu deixo meu gato sozinho, guardo os livros e saio para conhecer gente nova. E de vez em quando eu encontro alguém como eu.

Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Curious Mind Magazine.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos! Principalmente se eles forem introvertidos.

Você se considera uma pessoa introvertida? Se identificou com o texto? Comente e compartilhe sua opinião com a gente. :)