Garota de 4 anos ajuda idoso se recuperar da depressão com amizade
Humanidade

Garota de 4 anos ajuda idoso se recuperar da depressão com amizade verdadeira

A vida de Dan Peterson, um velhinho da Geórgia, nos Estados Unidos, não era fácil.

Sofria de depressão e sobrevivia aos seus dias.

Porém, ele não sabia que uma amizade inusitada mudaria sua vida para sempre.

Dan e Norah

O encontro improvável aconteceu quando Tara Wood e sua filha de 4 anos, Norah, foram ao mercado e encontraram Dan, que também fazia compras.

Com a ingenuidade e fofura típicas de uma criança, Norah, ao ver Dan, não hesitou e disse: “Oi, velhinho. Hoje é meu aniversário.”

Dan, surpreso pela aproximação da garotinha, passou, então, a dar atenção a ela.

Cada um seguiu por corredores diferentes, mas, logo, Norah voltou e pediu permissão para tirar uma foto com o novo amigo. Dan concordou animadamente.

amizade2

Os dois se abraçaram como se se conhecessem há muito tempo e, simples assim, o brilho retornou aos olhos de Dan.

“Ele nos disse que aquele havia sido o melhor dia da vida dele em muito tempo”, contou a mãe de Norah à imprensa local.

A história de Dan

Tara ficou tão comovida com a alegria que sua filha trouxe ao velhinho naqueles poucos minutos que ficaram juntos, que decidiu postar a foto de Norah e Dan no Facebook, que emocionou a todos.

Dentre os milhares de comentários e mensagens que recebeu, uma chamou mais a atenção da moça.

Um amigo de Dan viu a foto e resolveu compartilhar com Tara a história de Dan. O amigo contou que o velhinho havia perdido a esposa há pouco tempo e isso o deixou deprimido.

Ele confidenciou, ainda, que o encontro com Norah havia deixado Dan muito feliz.

O reencontro dos amigos

Assim que soube a história de Dan, Tara decidiu levar Norah para visitar seu novo amigo.

Quando tocaram a campainha da casa de Dan e Norah o viu, ela deu um longo e apertado abraço no velhinho e, orgulhosa, mostrou a foto que haviam tirado no mercado e alguns desenhos que havia feito para presenteá-lo.

amizade1

Foi então que Tara decidiu fazer das visitas a Dan um hábito. Atualmente, as duas vão até a casa dele uma ver por semana e já estão a todo vapor planejando a comemoração do 82° aniversário dele.

Dan contou que não conseguia mais dormir por causa da tristeza e ansiedade que o falecimento da esposa havia deixado.

“Naquele dia, estava sentindo pena de mim mesmo e duvidando das minhas crenças. Mas a menina elevou meu espírito para as alturas e me senti bem como não me sentia havia muito tempo”, contou sorrindo.

Fonte: uol.com.br.

Nos ajude a compartilhar essa linda história de amizade. Compartilhe com seus amigos!

Nossas sugestões pra você

Clique para comentar

Deixe um comentário


Nossos fãs estão curtindo:

Ir Topo