Cruz aparece acorrentada na 'Rua Gay' e moradores reagem incrivelmente
Humanidade

Cruz aparece acorrentada na ‘Rua Gay’ e moradores reagem da melhor forma

Em Nova York, existe uma rua chamada “Gay Street” – aqui no Brasil seria “Rua Gay“.

Esse nome foi atribuído ainda no século XIX, em 1833, quando a palavra “gay” não tinha conotação sexual, mas significava apenas “alegre“.

Até aí, nada de errado (se você encontrou problema nisso, pare de ler este texto e vá procurar um psicólogo agora mesmo!).

Porém, aproximando-se da Sexta-feira Santa, uma misteriosa cruz apareceu acorrentada a postes ao longo da rua.

Não ficou muito clara qual era a mensagem cujo(a) responsável pela ação quis passar.

Entretanto, sabendo que a cruz é um símbolo de amor para os cristãos, os moradores da Gay Street resolveram fazer uma surpresinha muito conveniente:

“A história é a seguinte: 9 dias atrás uma enorme cruz apareceu acorrentada e trancada ao meu portão. O proprietário misterioso da cruz tem a chave e move-a em torno da minha rua (que se chama “Rua Gay”). Confusa com a declaração silenciosa que esse(a) estranho(a) estava tentando fazer com uma cruz na rua Gay, meus vizinhos e eu decidimos transformá-la em uma Cruz do Amor. Desconhecidos, familiares, amigos, cães, vizinhos e turistas aleatórios – todos pararam para pintar, beber champanhe na rua e celebrar a cruz que simboliza o amor no bairro. P.S.: nós colocamos nosso próprio cadeado na cruz acorrentada e uma super cola em todos os buracos. #GayStreet #westvillage #LoveCross”

Foi um amigo de Micah, a responsável pelo post que você acabou de ver aqui em cima, que sugeriu que ela celebrasse a Cruz do Amor com todos.

Então, num sábado, ela enviou uma mensagem convidando todos para colori-la:

“Nós somos o arco-íris pintando a cruz. Eu vou trazer tinta e champanhe para qualquer um que pode fazê-lo.”

Ela estima que mais de 50 pessoas apareceram, e não eram apenas vizinhos.

#LoveIsLove #gaystreet #lovecross https://instagram.com/p/BTQJshKFJF3/ https://instagram.com/p/BTQN3VjB0sX/

Uma publicação compartilhada por Shawn Sprecker (@shawnsprecker) em

“Minha parte favorita do evento foram os moradores compartilhando a experiência com desconhecidos. Tivemos dois turistas do Brasil que ficaram durante todo o trabalho, tivemos crianças que deixaram seus skates para pintar, tivemos muitos casais heterossexuais, casais gays e um casal transgênero: todos se sentaram, pintaram, conversaram e ficaram na rua compartilhando histórias. Foi um momento mágico em Nova York.”

Micah também colocou seus próprios cadeados de modo que o antigo dono da cruz não possa mais removê-la.

“Agora ela pertence à rua”, completa Micah.

Diz se não foi a resposta mais incrível possível?

Provavelmente a Cruz do Amor logo vai se tornar ponto turístico da Rua Gay e motivo de muitas conversas alegres e compartilhamento de histórias.

Se você gostou da atitude, compartilhe com os seus amigos.

Fonte: distractify.com

Nós curtimos você. Você nos curte de volta? ❤️



Nossas sugestões pra você

Clique para comentar

Deixe um comentário


Nossos fãs estão curtindo:

Ir Topo