in ,

A história deste preso vai fazer você pensar mil vezes antes de pegar no volante embriagado

Uma das filosofias orientais diz que nossa missão é beneficiar todos os seres.

Por isso, toda vez que tomamos atitudes em benefício próprio que automaticamente prejudiquem outras pessoas, sofreremos involuntariamente em função disso.

Parece religião, mas é física quântica.

É a Lei da Ação e Reação agindo. Somos nós e nossas escolhas trilhando um caminho de luz ou de trevas (ausência da luz).

Uma história devastadora

Quando o jovem de 26 anos Kris Caudilla colidiu contra o carro de um homem que morreu no acidente, sua vida mudou completamente. O acidente aconteceu em 2010 e Caudilla foi sentenciado a 15 anos de prisão.

Mas a questão não está no encarceramento físico, e sim no mental: como Caudilla tem lidado com essa questão internamente?

Certamente, ele não teve a intenção consciente de matar um homem, mas a partir do momento em que escolheu dirigir seu carro sob efeito do álcool, assumiu esse risco.

Fatalmente, o pior aconteceu.

A situação de Caudilla é semelhante a de muitas pessoas que parecem estar vagando pela vida sem um propósito. Muitas vezes, a fatalidade parece ser o caminho mais doloroso a uma descoberta interna: a missão de beneficiar os seres.

Álcool_02

Por isso, ele tem se dedicado a alertar outras pessoas sobre a mistura bombástica de bebida e direção.

Nós salvamos vidas

Para ajudá-lo nessa empreitada, o projeto “We Save Lifes” (Nós Salvamos Vidas) decidiu ir a bares aleatórios fazendo a seguinte pergunta a seus frequentadores: “e se a consequência da sua decisão de beber e dirigir voltar-se apenas para você?“.


Recomendamos para você:

Letícia Flores

Written by Letícia Flores

Letícia, do latim "alegria". Redatora, professora e inventadora. Escreve e dá aulas de italiano por paixão; produz conteúdo por profissão. Que sorte a desta menina, não?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 cidades perdidas que podem estar escondidas até hoje

Pesquisa mostra que dinheiro pode comprar felicidade (mas existe um segredo para dar certo)