Os 9 arrependimentos mais comuns que as pessoas têm no final da vida
Humanidade

Os 9 arrependimentos mais comuns que as pessoas têm no final da vida

#6 – Eu gostaria de ter vivido meu sonho.

Uma das perguntas que mais me surpreende quando entrevistam um artista é: você tem algum arrependimento?

Os arrependimentos são normais, fazem parte do ser humano, o que não podemos é viver se arrependendo por coisas que poderíamos ter mudado.

Uma mulher chamada Grace Bluerock trabalhou seis anos com cuidados paliativos, os cuidados de assistência a pacientes que tenham uma doença sem possibilidade de cura, onde ela aprendeu muito sobre arrependimentos.

Ela viu pacientes, homens e mulheres, tentando fazer as pazes com o seu tempo gasto na terra. Alguns conseguiam, outros não.

E mesmo que cada pessoa seja única, muitos dos arrependimentos foram expressos por mais de um paciente.

O que devemos lembrar é que não precisamos esperar uma situação como essa para fazer as pazes com nossos erros, temos o agora para mudar isso.

Por isso, ela fez uma lista com nove arrependimentos dos pacientes, que podem te ajudar a começar a viver uma vida plena hoje mesmo. Veja!

1. Eu gostaria de ter sido mais carinhoso.

Quantas vezes perdemos a oportunidade de dizer o quanto uma pessoa é importante para nós? Pense em como tomar coragem para dizer aquele “eu te amo” pode fazer diferença.

Faça uma carta dizendo o quanto as pessoas são importantes parar você, mande uma mensagem com amor durante o dia, demonstre o carinho que você sente pelos outros. A retribuição virá de forma natural.

2. Eu gostaria de ter sido um cônjuge, pai ou filho melhor.

Por mais que existam conflitos, a família é a maior conexão que temos. É ela que vai estar nos momentos bons e ruins, nos apoiando e dando força.

Mesmo que sua família não seja perfeita, e mesmo que nenhuma seja, não perca oportunidade de demonstrar gratidão por eles, porque, provavelmente, são eles que estarão segurando sua mão quando algo ruim acontecer.

3. Eu queria não ter trabalhado tanto.

Quando o assunto é trabalho, devemos sempre lembrar que temos opções, mesmo quando há muita necessidade. Zelar por um trabalho que valorize uma vida saudável é essencial.

“Um dos pacientes no leito era um vendedor e seu chefe esperava que ele viajasse durante três semanas por mês, quando tinha uma filha pequena em casa. Embora fosse um ótimo provedor, se arrependeu por perder o crescimento da filha”, disse Grace.

O trabalho é algo necessário, mas não pode nos ocupar a ponto de nos privar de uma vida social, nos privar de momentos cruciais da nossa vida, porque o tempo não volta.

4. Gostaria de ter arriscado mais.

Muitos dos pacientes de Grace se queixavam por não ter arriscado mais na vida, alguns questionavam como seria sua financeira caso tivessem tomado alguns riscos.

Não que você tenha que viver uma vida se arriscando, mas de vez em quando o medo nos impede de arriscar, nos priva de sair da nossa zona de conforto para uma coisa que seria bom para nós.

Por isso, tenha coragem, se arrisque, o resultado pode ser muito melhor do que você imagina.

5. Eu queria ter sido mais feliz, apreciado mais a vida.

A maioria das pessoas se lamentava por desperdiçar tempo com coisas que não tinham o controle. Eles não conseguiram perceber que podiam escolher ser feliz.

Não gaste tempo nem se aborreça com coisas que você não o controle, que não pode controlar. Escolha algo que te faça feliz, um hobbie ou alguma atividade e tire tempo do seu dia para isso. Faça-se feliz.

6. Eu gostaria de ter vivido meu sonho.

Muitas pessoas se decepcionam com a vida, ou até mesmo por não conseguir realizar os próprios sonhos, mas lembre-se: você é o único que sabe o que é o melhor para você.

Por mais que às vezes você tenha que viver o sonho de outra pessoa primeiro, não deixe o seu de lado, não se esqueça dele, sempre mentalize: se esse não for meu sonho, será algo melhor.

7. Eu gostaria de ter cuidado melhor de mim mesmo.

É normal colocarmos muitas vezes a prioridade do outro na frente da nossa, mas não se esqueça de você.

Muitos pacientes de Grace se queixavam por não ter cuidado melhor da própria saúde, não ter feito uma atividade física ou algo do tipo.

Mas o auto cuidado é uma coisa que faz tão bem fisicamente quanto emocionalmente, por isso, não se acanhe de tirar um momento para uma caminhada ou até mesmo para meditar.

8. Eu gostaria de ter feito mais para os outros.

Segundo Grace, muitos pacientes resolviam doar suas heranças, para que de alguma forma fizessem algo positivo, mesmo depois da morte.

Você pode fazer isso agora, aliás, são inúmeras as causas que podem ser ajudadas. Não falo digo somente sobre doações em dinheiro, até porque existem outras formas de ajudar.

Não perca tempo, escolha uma causa que se identifique e ajude como pode.

9. Eu gostaria de ter escolhido um trabalho significativo para mim.

Esse é um erro que muitas vezes tomamos involuntariamente.

Sonhamos com um trabalho, mas as oportunidades nos tiram do caminho do que estava planejado, e nos desviamos para fazer algo que não queríamos tanto assim.

Por vezes ficamos presos em trabalhos que não nos satisfazem para pagar contas e quando vemos, já é difícil sair daquela rotina.

Então, tire um tempo para pensar sobre suas paixões, o que te faz bem, que emprego te satisfaz. E se estiver determinado a consegui-lo corra atrás, nunca é tarde.

Fonte: mindbodygreen.com.

Gostou do que leu aqui? Compartilhe com alguém que você acha que vai gostar também. Obrigado!

Nós curtimos você. Você nos curte de volta? ❤️



Nossas sugestões pra você

Clique para comentar

Deixe um comentário


Nossos fãs estão curtindo:

Ir Topo