Espírito

Quais as consequências espirituais do consumo de álcool?

Apesar da produção, promoção, legalização e ingestão em massa do álcool no mundo inteiro, a maioria das pessoas não considera nem entende as consequências espirituais de consumi-lo.

Vamos começar dando uma olhada à origem da palavra “álcool”.

Ela deriva da palavra árabe “al-kuhl” que significa “body eating spirit” – “corpo comendo espírito”, já que o termo “ghoul” (canibal, em inglês) também tem origem da mesma raiz.

No folclore do Oriente Médio, um “ghoul” é um demonio maligno que come corpos humanos.

As palavras “alambique” e “álcool”, ambas metáforas para “acqua vitae” ou “água da vida”, muitas vezes se referem a um líquido destilado que teria vindo de explorações ‘mágicas’ na alquimia do Oriente Médio.

Consequências espirituais do consumo de álcool

Nas palavras do escritor, Jason Christoff:

Na alquimia, o álcool é usado para extrair a essência da alma de uma entidade. Daí o seu uso na extração de essências para óleos essenciais e a esterilização de instrumentos médicos. Ao consumir álcool no corpo, ele efetivamente extrai a própria essência da alma, permitindo que o corpo seja mais suscetível às entidades vizinhas, a maioria das quais são de baixas frequências.”

É por isso que as pessoas que consomem quantidades excessivas de álcool muitas vezes se apagam, não lembrando o que aconteceu.

Isso acontece quando a alma “boa” se vai em função de condições de vida muito poluídas e muito traumáticas para tolerar.

É como se a nossa parte “harmoniosa” saísse para dar um passeio, deixando o espaço livre para a parte “sombria” se manifestar.

De acordo com o site Conscious Reminder, nossos corpos são como carros para os espíritos. Se alguém sair, outro pode levar o carro para um passeio.

“Essencialmente, quando alguém fica exageradamente alterado depois de beber álcool ou se poluir de outras maneiras, seu corpo muitas vezes se torna possuído por outra entidade.”

Consequências espirituais do consumo de álcool

O responsável pelo conteúdo – que não o assina – conta que tomou conhecimento deste fenômeno há anos quando recebeu uma visão espiritual.

Nessa visão, diz ter sido transportado como um observador acima de um bar bastante popular. Acima do local, ele via uma variedade de entidades tipo ‘ghoul’.

Leia:  Por que você precisa se permitir ser quem realmente é agora mesmo

Dentro do bar estavam pessoas bebendo álcool, socializando, dançando, e assim por diante. Ele (ou ela) diz ter acompanhado a forma como algumas pessoas ficaram bêbadas.

Revela ter visto suas almas conectadas através de um fio, saindo do corpo.

“Eu entendi que a alma estava saindo do corpo por causa do grande desconforto de estar em um corpo altamente intoxicado com álcool.”

“Quando a alma saiu do corpo, outras entidades não-benevolentes entraram, encaixando-se em suas ‘conchas vazias’ [o espaço deixado pela sua própria essência]”.

Uma vez que as entidades se apoderaram do corpo, eles o usam para cometer atos obscuros, como violência, encontros sexuais de baixo nível, comportamentos destrutivos, estupro e muito mais.

Consequências espirituais do consumo de álcool

Anos mais tarde, ao ler um livro chamado Mans Eternal Quest (A Eterna Busca do Homem), do mestre espiritual Paramahansa Yogananda, a pessoa que viveu essa experiência conta que entendeu claramente sua visão.

“Comecei a olhar para trás na minha vida e lembrar de situações em que vi espíritos obscuros em torno de pessoas que estavam muito bêbadas. (…) Tenho a capacidade de ver energias e manifestações espirituais que a maioria das pessoas não vê”, conta.

Além da sua experiência particular, ele explica que, ao estudar a psicologia por trás das propagandas de bebidas alcoólicas, descobriu que elas têm inúmeras mensagens subliminares que ficam gravadas no subconsciente.

Sabendo do quão poderoso é o subconsciente em nossas tomadas de decisão, sentimentos, reações, crenças, etc, as equipes de vendas de álcool (bem como tabaco e outros produtos) usam de certas técnicas para fazer com que a gente compre seus produtos.

Não fica difícil compreender o quão suscetível a elas nós estamos, não é mesmo?

Por isso, mesmo que a experiência espiritual do Conscious Reminder não te comova, esteja atenta(o) aos estímulos externos que influenciam suas decisões do dia a dia.

Concorda? Discorda? Comente!

Fonte: Consciousreminder.com.

Imagens: pexels.com e pixabay.com

Compartilhe com seus amigos que adoram beber além da conta!