in ,

A Finlândia será o 1º país a revolucionar o sistema tradicional de ensino?

A Finlândia parece um país muito distante quando buscamos pelas gélidas imagens das suas paisagens na internet.

Ainda mais distante ela se torna da nossa realidade quando descobrimos que a nação finlandesa investe cerca de 50% do seu PIB em Educação.

Com uma população de mais de 5 milhões de habitantes (estimada em 2013), a chefe do seu Departamento de Educação – Marjo Kyllönen – tem levado ao mundo as novas perspectivas do país para a área.

Quer ver?

2015091167865

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo.

Desde 2015, Kyllönen tem trabalhado na “abolição” das disciplinas tradicionais dos currículos escolares.

Isso significa que não haverá mais aulas de Matemática, Química, Física, História, Geografia, Finlandês ou qualquer matéria que tenha seu conteúdo isolado das demais.

Ela explica que “há escolas que estão ensinando à moda antiga, o que foi benéfico no início dos anos 1900 – mas as necessidades não são as mesmas, e precisamos de algo adequado para o século XXI”.

Adeus, século XIX

Para isso, professores, diretores, pais e alunos têm trabalhado em conjunto para adequar o procedimento cujo objetivo é permitir que os alunos estudem eventos e fenômenos em um formato interdisciplinar.

Por exemplo, a Segunda Guerra Mundial será examinada a partir da perspectiva da História, Geografia e Matemática, fazendo com que os alunos também interajam com todo um conjunto de conhecimentos sobre Língua Inglesa, Economia e habilidades comunicativas.

art-supplies-1324034_960_720

Foto: Pixabay.

Este sistema será introduzido aos estudantes mais velhos, de 16 anos. A ideia geral é que eles possam escolher o tópico ou o fenômeno que querem estudar, tendo em mente suas ambições para o futuro e suas capacidades.


Recomendamos para você:

Letícia Flores

Written by Letícia Flores

Letícia, do latim "alegria". Redatora, professora e inventadora. Escreve e dá aulas de italiano por paixão; produz conteúdo por profissão. Que sorte a desta menina, não?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem come queijo vive mais e melhor, segundo pesquisa

Homem ajuda vovó consertar o carro na estrada – só depois notou o que fez