Voluntários constroem vila de minicasas para veteranos de guerra
Democracia

Voluntários constroem vila de minicasas para veteranos de guerra

Já imaginou viver em uma casa de 23 metros quadrados?

As tiny houses, ou minicasas, tem se tornado uma tendência cada vez maior nos Estados Unidos.

A ideia é que precisamos de pouco para viver.

Casas pequenas, longe de serem um lugar de aperto, oferecem a possibilidade de serem versáteis, com mobília multiuso.

Entrando nessa onda, um grupo de voluntários norte-americanos do estado do Missouri decidiu construir uma vila de minicasas destinadas a veteranos de guerra.

veterano01

A organização, chamada Veterans Community Project, ou Projeto Comunidade de Veteranos, começou do zero em um terreno totalmente vazio, de cerca de 16 mil metros quadrados.

Três veteranos encabeçaram a iniciativa.

veterano05

Agora, vários voluntários trabalham em seu tempo livre para construir as pequenas casas para veteranos em situação de vulnerabilidade.

Muitos deles tem dificuldade de socializar quando voltam de missões militares e acabam indo viver nas ruas.

Com as minicasas, pode-se dar a um veterano tudo o que ele precisa, e ainda permitir que ele volte a conviver com seus vizinhos e com a sociedade, mas no seu tempo.

veterano03

Cada casinha tem mobília, TV, cama, e ainda a geladeira e despensa cheias.

Assim, ao mudar-se, o veterano não precisa se preocupar com burocracia, como aguardar a instalação do gás ou todo o processo de legalizar a moradia.

“Assim, podemos estabilizar, educar e apoiar cada veterano na sua reintegração à sociedade, enquanto oferecemos tratamento e cuidamos das barreiras para se ter uma casa à medida que os colocamos em uma moradia permanente”, diz a organização em seu site.

O objetivo é construir 50 casas até o fim de 2017. Para isso, os voluntários trabalham intensamente.

veterano06

Os voluntários do projeto.

“Trabalhamos nos fins de semana, feriados, à noite, toda hora que pudermos”, conta Chris Lawrence, uma das voluntárias. “Tentamos apenas fazer a diferença. Pouco a pouco, uma tábua por vez”.

A iniciativa surgiu porque muitas vezes o Estado americano falha em fornecer apoio e assistência aos veteranos de guerra.

veterano04

De acordo com o Projeto Comunidade de Veteranos, sair do isolamento extremo para a socialização extrema pode ser um processo esmagador, com consequências indesejáveis.

Para eles, dar uma casa e um espaço para cada veterano, permitindo que ele interaja com outras pessoas no seu ritmo pode ser muito mais produtivo.

veterano02

Com uma vila aconchegante assim, a chance de sentir-se acolhido e parte de uma comunidade é muito maior. Uma linda iniciativa!

Fonte: nx2.com.

Nós curtimos você. Você nos curte de volta? ❤️



Nossas sugestões pra você

Clique para comentar

Deixe um comentário


Nossos fãs estão curtindo:

Ir Topo