10 formas de manipulação em massa utilizadas contra você diariamente
Democracia

10 formas de manipulação em massa utilizadas contra você diariamente

Você se acha uma pessoa fácil de enganar ou de manipular?

Provavelmente, a sua resposta será: Não.

Ainda mais nos dias de hoje, onde o acesso à informação é muito mais fácil do que em outros tempos, correto?

Bem, sinto em lhe decepcionar, mas a realidade não é bem essa.

Por incrível que pareça, mesmo com fácil acesso à informação e inúmeras possibilidades de formar uma opinião “bem embasada”, muitos de nós somos manipulados e não percebemos.

Duvida?

manipulacao-em-massa1

Então, veja abaixo 10 estratégias de manipulação em massa utilizadas diariamente que provavelmente nem eu, nem você, nunca nos demos conta.

Atenção: Não se sinta culpado depois de ler tudo até o fim.

1. A Estratégia da Distração

Essa é uma das mais utilizadas contra nós. Consiste em desviar a atenção da sociedade de problemas e questões importantes, que são decididas pelas elites políticas e econômicas, enquanto nós estamos focados em coisas de informações insignificantes.

Que um exemplo? Enquanto nossos políticos votam aumentos de seus super salários, nós estamos mais interessados no último capítulo da novela, reality show ou jogo de futebol do nosso time.

2. Criar problemas e depois oferecer soluções

Políticos são mestres nessa arte, também chamada de “problema-reação-solução”.

Cria-se um problema, uma “situação” já prevista para causar uma reação esperada na sociedade, para que ela peça medidas que sejam um “mal necessário”, mas que resolvam aquele problema mesmo que em detrimento dos seus diretos e conquistas.

3. A estratégia da gradualidade

Essa também é uma das estratégias mais utilizadas para implantar medidas impopulares, como por exemplo, aumento de impostos.

Para fazer que se aceite uma medida inaceitável ou impopular, ela é implantadas gradualmente, a conta-gotas, aos poucos por um longo tempo. Ao se atingir o objetivo, muitos de nós nem nos lembramos de quando ou onde aquilo começou.

4. A estratégia de diferir

Não sabe o que é diferir?  Nada mais é do que transferir para outra data, adiar, procrastinar.

Ainda não entendeu? Bom, a estratégia de diferir baseia-se propor algo que seja as pessoas dificilmente irão aceitar, mas que seja necessário.

Para que isso seja aceito, é dito que o sacrifício não será feito naquele momento e sim no futuro.

Com isso, ganha-se mais tempo para o público se acostumar à ideia da mudança e aceitá-la mais facilmente quando chegar o momento.

5. Dirigir-se ao público como crianças

Já parou para prestar atenção em algumas propagandas que se dirigem ao público com discursos, argumentos, personagens e entonação como se o espectador fosse uma criança?

Isso acontece porque quanto mais infantilizada forma a mensagem, maior é a probabilidade de uma resposta, interpretação e reação sem um sentido crítico, assim como as crianças.

6. Utilizar o aspecto emocional muito mais do que a reflexão

Apelar para o lado emocional das pessoas para que elas não consigam fazer uma análise crítica e racional das coisas.

Há diversas marcas que fazem isso com maestria, e alguns políticos também.

7. Manter o público na ignorância e na mediocridade

Essa técnica é utilizada há séculos, e infelizmente ainda dá certo.  Não deixar o povo ter acesso à educação.

Fazer com que o público seja ignorante e incapaz de compreender questões complexas, como políticas, tecnologia e outros que podem e muitas vezes são usados para mantê-los sob controle.

8. Fazer o público se acostumar com a mediocridade

Promover, estimular e divulgar a cultura de que é normal uma sociedade acostumada com coisas “ruins” ou de baixa qualidade. É a velha máxima do “está ruim, mas está bom”.

9. Reforçar a auto culpabilidade

Essa estratégia, infelizmente, vem ganhando cada vez mais força nos meio sociais nos últimos tempos.

Fazer o indivíduo acreditar que somente ele é culpado pela sua própria desgraça, por causa da sua falta de inteligência, suas capacidades, ou de seu comportamento.

10. Conhecer melhor o indivíduo que se deseja manipular do que ele mesmo se conhece

Na grande maioria das vezes nós achamos que nos conhecemos bem, mas empresas, partidos políticos e outros tantos órgãos nos conhecem tão a fundo que são capazes de traçar estratégias de manipulação que nos convencem de que aquilo que estão vendendo ou propondo seja exatamente o que precisamos.

Parece difícil de acreditar, mas esses órgãos ou empresas exercem um controle maior sobre nós, que dos um dia pudéssemos imaginar.

E aí? Imaginou que houvesse tantas estratégias de manipulação usadas para nos controlar todos os dias?

Provavelmente, não. Mas não se sinta culpado. A maioria das pessoas passa por isso todos os dias e nem percebe. Mas agora que você já sabe de todas elas, questione mais, pensem mais e não seja massa de manobra de interesses dos outros.

Fonte: yogui.co.

Nós curtimos você. Você nos curte de volta? ❤️



Nossas sugestões pra você

Clique para comentar

Deixe um comentário


Nossos fãs estão curtindo:

Ir Topo