Tchau modelos, olá mulheres poderosas: o calendário Pirelli como você nunca viu.
Democracia

Tchau modelos, olá mulheres poderosas: o calendário Pirelli como você nunca viu.

Nada de modelos sensuais na edição do calendário 2016 da fabricante de pneus Pirelli. Pela primeira vez em 53 anos, a marca decidiu quebrar paradigmas.

São 13 mulheres de notáveis conquistas profissionais, sociais, culturais, esportivas e artísticas, escolhidas por suas carreiras inspiradoras, por suas realizações e que são exemplo de empoderamento.

A responsabilidade de retratar essa mudança no conceito do calendário ficou nas mãos da fotógrafa Annie Leibovitz.

“Eu queria que as imagens mostrassem as mulheres exatamente como elas são, sem nenhuma pretensão”, explicou a fotógrafa.

Confira o resultado das fotos.

Janeiro: Natalia Vodianova

Natalia é modelo, apresentadora e fundadora da Naked Heart Foundation, organização que apoia famílias que têm crianças com necessidades especiais na Rússia.

Ela entende bem esse universo, pois sua irmã Oksana tem autismo e paralisia cerebral.

Fevereiro: Kathleen Kennedy

Kathleen é produtora norte-americana de cinema e presidente da Lucasfilm. Com mais de 60 trabalhos realizados, tem 120 indicações ao Oscar. Entre as suas produções estão Star Wars, E.T. e a franquia Jurassic Park.

Março: Agnes Gund

Agnes é presidente emérita do Museu de Arte Moderna de Nova York e filantropa.

Desde 2011, ela integra o  Conselho Nacional de Artes dos Estados Unidos à convite do presidente Barack Obama.

Na foto, Agnes está com sua neta Sadie.

Abril: Serena Williams

Serena Williams é considerada a terceira maior campeã da história do esporte e segundo Associação Feminina de Tênis, a melhor tenista do mundo.

Maio: Fran Lebowitz

Quando foi chamada para fazer parte da série de fotos do calendário, a escritora americana de 65 anos achou que fosse um trote.

Afinal, a marca Pirelli saiu totalmente do padrão de suas publicações.

Junho: Mellody Hobson

Mellody Hobinson de 46 anos, é presidente do grupo Ariel Investments e integra o conselho diretor dos estúdios Dreamworks.

Esta mulher inspirou inclusive a personagem Coutney Page da série The Good Wife, uma CEO poderosa e influente.

Julho: Ava DuVernay

Ava foi a primeira mulher negra a ganhar o prêmio de Melhor Diretora no Festival de Sundance com Middle of Nowhere, de 2012.

Ela também foi a primeira diretora negra a ser indicada para um Globo de Ouro e para o Oscar com o filme Selma.

Agosto: Tavi Gevinson

Tavi tem apenas 19 anos e já apareceu na lista da revista Forbes de personalidades mais influentes antes dos 30 anos em 2011 e 2012.

E a revista Time a considerou uma das 25 jovens mais influentes do mundo em 2014.

Toda essa notoriedade se deve pelo blog de moda e comportamento Style Rookie iniciado quando ela tinha apenas 12 anos. Hoje, o blog é uma revista sobre cultura pop e feminismo.

Setembro: Shirin Neshat

A artista visual iraniana de 58 anos tem exibições que já rodaram o mundo. Os filmes e séries de fotos de Neshat problematizam a posição da mulher muçulmana.

Ela já recebeu prêmios por seu trabalho e foi jurada do 63° Festival de Cinema de Berlim, em 2013.

Outubro: Yoko Ono

Ainda hoje é possível que muitas pessoas não conheçam o trabalho artístico de Yoko Ono. Em 1971, John Lennon já afirmava que ela era uma “das mais famosas artistas desconhecidas do mundo”.

As obras de arte da artista plástica de 82 anos, são marcadas pela vanguarda e pelas provocações. Ela também é uma figura singular no mundo da música e nos movimentos feministas e de paz.

Novembro: Patti Smith

De acordo com a revista Rolling Stone, Patti Smith é uma das maiores cantoras, poetisas e compositoras norte-americanas e a 47° maior artista de todos os tempos.

A cantora de 68 anos é conhecida pelo ativismo político libertário, posicionando-se, por exemplo, contra a guerra do Iraque.

“Não faço ideia de como o público tradicional vai receber isso, mas acho que eles devem admirar essa mudança ousada. Vamos ver.”, disse Patti Smith em entrevista para a revista Vogue.

Dezembro: Amy Schumer

Amy Schumer é uma comediante norte-americana de 34 anos, que ganhou destaque com a série Inside Amy Schumer em que é protagonista, criadora e roteirista.

Na série, que é uma mistura de programa de enquetes e stand up, ela brinca com o papel da mulher na sociedade e os padrões de comportamento.

A comediante foi indicada em sete categorias do Emmy Awards em 2015 e ganhou o prêmio de Melhor Programa de Esquetes.

A primeira página

A atriz Yao Chen é a primeira chinesa a estampar a capa do calendário Pirelli, de acordo com o site People’s Daily. Ela foi escolhida pelo fato de usar sua influência para falar de assuntos importantes.

Yao é a primeira chinesa Embaixadora da Boa Vontade do Alto Comissariado da ONU para refugiados.

Mulheres incríveis

A proposta foi alcançada com êxito: mulheres incríveis, fortes e inspiradoras, que passam a mensagem de empoderamento, pois têm em destaque suas realizações em vez de seus corpos.

Um detalhe, porém, é que somente clientes importantes da Pirelli ou celebridades irão ganhar esse calendário de brinde.

Fontes: brasilpost.com.br, nexojornal.com.br.

O que você achou dessa edição do calendário Pirelli 2016? Compartilhe com os seus amigos.

Dicas interessantes da web

Clique para comentar

Deixe um comentário


Nossos fãs estão curtindo:

Ir Topo