Experimento com LSD de 1950 pediu para artista desenhar retrato 9 vezes
Ciência e Tecnologia

Experimento com LSD de 1950 pediu para artista desenhar retrato 9 vezes

Na década de 1950, o governo americano fez uma série de experiências com drogas psicotomiméticas (alucinógenas).

Uma dessas experiências incluía dar a humanos quantidades controladas de LSD e monitorar seu comportamento.

Em uma experiência, em particular, o psiquiatra da Universidade da Califórnia-Irvine, Oscar Janiger, conhecido por seu trabalho com ácido lisérgico, deu uma caixa de atividades com giz de cera a um artista.

Depois, o psiquiatra pediu ao artista que desenhasse sob o efeito do LSD.

Como vocês podem observar nessas 9 imagens iluminada, os resultados são muito loucos.

A primeira ficou ‘normal’, mas não demorou para que a percepção da realidade do artista mudasse e seus desenhos capturassem os detalhes fascinantes das alucinações de sua viagem.

Lembre-se que esse é um experimento científico feito há décadas supervisionado por um médico capacitado.

Portanto, não tente fazer isso em casa, pode ser muito perigoso.

1. 20 minutos depois da primeira dose (50 ug)

LSD

O médico observa: o paciente começa a desenhar com carvão. O paciente reporta: “condição normal… nenhum efeito da droga ainda.”

2. 85 minutos depois da primeira dose e 20 minutos depois de que a segunda dose foi administrada (50 ug + 5 ug).

LSD

O paciente parece eufórico: “vejo você tão claramente… tão claramente… Esse… você… é tudo… Eu estou com um pouco de dificuldade em controlar o lápis. Parece que ele quer continuar a se movimentar.”

3. 2 horas e 30 minutos depois da primeira dose

LSD

O paciente parece muito focado em desenhar.

“Os contornos parecem normais, mas muito vívidos – tudo está mudando de cor. Minha mão deve seguir o contorno escuro das linhas. Sinto como se minha consciência está situada em uma parte do meu corpo que agora está atia – minha mão, meu cotovelo… minha língua.”

4. 2 horas e 32 minutos depois da primeira dose

LSD

O paciente parece agarrado ao bloco de papel.

“Vou tentar um outro desenho. Os contornos do modelo são normais, mas agora aqueles do meu desenho não são. O contorno da minha mão está esquisito também. O desenho não é muito bom, é? Desisto – Vou tentar de novo…!

5. 2 horas e 35 minutos depois da primeira dose

LSD

O paciente faz outro desenho rapidamente: “farei um desenho em um floreado… sem parar… uma linha, sem quebrar!”

Depois de completar o desenho, o paciente começa a rir e, depois, se assusta com algo no chão.

6. 2 horas e 45 minutos depois da primeira dose

LSD

O paciente tentar escalar a caixa de atividade, e está agitado – responde lentamente à sugestão de que ele poderia desenhar mais. Ele se tornou muito quieto.

“ Eu sou… tudo está… diferente… eles estão chamando… seu rosto… interligado… quem é…”. O paciente resmunga ininteligivelmente uma música. Ele muda de médio para rígido.”

7. 4 horas e 25 minutos depois da primeira dose

LSD

O paciente foi ao beliche e passou cerca de 2 horas deitado, acenando as mãos no ar.

Seu retorno às atividades é repentino e deliberado, mudando para caneta e aquarela.

“Esse será o melhor desenho, como o primeiro, só que melhor. Se não for cuidadoso, perderei controle de meus movimentos, mas não, porque eu sei. Eu sei” (isso é dito muitas vezes. O paciente faz os últimos ajustes no desenho andando de um lado para o outro na sala.

8. 5 horas e 45 minutos depois da primeira dose

LSD

O paciente continua a se movimentar pela sala, cortando o espaço em variações complexas.

Agora faz uma hora e meia que ele sentou e começou a desenhar novamente. Parece que o efeito da droga está passando.

“Consigo sentir meus joelhos de novo. Acho que está passando. Esse desenho está ótimo. Esse lápis é difícil de segurar”. (ele está segurando um giz de cera).

9. 8 horas após a primeira dose.

LSD

O paciente senta na cama. Ele diz que a intoxicação passou, com exceção de uma distorção ocasional de nossos rostos. Pedimos um desenho final, o que ele faz com algum entusiasmo.

“Não tenho nada a dizer sobre esse último desenho. É ruim e desinteressante. Quero ir pra casa agora.”

Que loucura, hein! Gostou desta história? Compartilhe com seus amigos.

Fonte: boredpanda.com.

Nós curtimos você. Você nos curte de volta? ❤️



Nossas sugestões pra você

Clique para comentar

Deixe um comentário


Nossos fãs estão curtindo:

Ir Topo